Diário da Região

04/10/2017 - 00h00min

Painel de Ideias

Não deem pérolas aos porcos

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Rio Preto segue à risca o itinerário político de eventos sensacionalistas e midiáticos, além de propostas que encarceram a mente e amordaçam o cidadão brasileiro. Não há sentido no que vem sendo observado nas câmaras, nem em como parte da população reage ao defender com unhas e dentes tais chacotas. Querem nos transformar em fantoches que se digladiam, enquanto nossas bases (saúde, educação, meio-ambiente) são desfeitas pouco a pouco. Vereadores gastam dinheiro público em viagens idiotas em honra a idiotas, propostas ilógicas nos são apresentadas como a salvação.

Tudo isso nada mais é do que resultado de uma educação política decadente. É só prestar atenção em nossos representantes eleitos (e nos que querem se eleger) para sabermos que nosso papel como cidadãos não está sendo exercido com consciência e sabedoria. Além da política, é claro que também somos falhos no campo social. Abro o jornal e não há dia em que as notícias não tragam casos de feminicídio, além de ser o Brasil o país que mais mata por homofobia, ou seja, são altos indicies de casos de violência ligados diretamente a questão de gênero.

A partir disso, duas coisas são inevitáveis de se concluir, ao contrário do que se prega, a política e a educação de gênero estão muito longe de serem ideologias de doutrinação nas escolas. A maioria de nós ouviu pouquíssimo fora e dentro do ambiente escolar sobre a história da política brasileira e mundial, sobre como funcionam os poderes públicos, sobre como pode atuar a sociedade civil e, também, sobre como funcionam as estruturas de gênero. Esse são assuntos reforçados por raríssimos professores na escola, somente aqueles que tem condição, apoio e paixão é que o fazem.

De acordo Constituição Federal Brasileira, é garantido a todos no campo da educação o pleno desenvolvimento e o preparo para o exercício da cidadania. Se a nossa realidade é a barbárie política e social, como está acontecendo a educação agora? Não é difícil saber. Porém, mesmo com os fatos, o vereador Jean Dornelas (PRB), tenta implantar na cidade o Projeto de Lei ‘Escola Sem Partido’.

Na última segunda-feira, infelizmente, não pude estar na câmara para acompanhar a audiência da proposta que insiste no delírio de que há um movimento de doutrinação de ideologia partidária e de educação de gênero nas escolas. Gostaria também de ter protestado contra esse projeto que contradiz a realidade, e que abre brecha para que outras leis da constituição sejam limitadas, como os direitos ao pluralismo de ideias e a liberdade de ensinar, aprender e pesquisar. Não há como não entender a revolta de sindicatos e professores com uma proposta que apenas reforça nossa condição de fantoches que não pensam.

Estratégias que tentam nos limitar por meio de manobras desonestas (a velha história da moral e bons costumes) como meio de angariar votos e a aprovação popular é que são, claramente, partidárias. Não é o pensamento crítico do professor que prejudica a população, mas a sujeira política.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso