Diário da Região

28/02/2015 - 22h45min

 

Um pouco de história

 

Nestes tempos de tantas incertezas e preocupações com os destinos do Brasil e o nosso futuro, vale a pena rever um pouco da história de Rio Preto. Aqui há pouco mais de um século, só existia o sertão, do qual tive a ventura de vivenciar a derradeira presença, ainda com todo seu encantamento e permanente desafio. No lugar da selva intocada, foi nascendo uma metrópole moderna e pujante a desafiar os descrentes, arautos de más notícias, sempre prevendo o pior dos mundos, diante das dificuldades inerentes a evolução, esquecendo-se do adágio de que depois da tempestade sempre vem a bonança. Rio Preto, que despertava de seu sono, era então conhecida como boca-do-sertão. Daqui partiam os colonizadores que se embrenhavam mata adentro, para fundar cidades e levar adiante a civilização. O destino mostrava sua face: o traçado da Estrada de Ferro Araraquarense já existia naqueles tempos imemoriais, antes mesmo da inolvidável Retirada da Laguna em 1868 (triste episódio da Guerra do Paraguai - 1864/1870). Seguindo o traçado em 1866, o militar e escritor Alfredo D´Escragnolle de Taunay, futuro Visconde de Taunay, embrenhava-se com uma coluna de mais de 3 mil soldados, em direção a Coxim, Miranda e finalmente Laguna, onde deu-se a retirada. A rota, a única conhecida em todo o interior paulista, passava justamente onde está nossa cidade, naqueles tempos um apoucado amontoado de pobres casebres. Um ano após sua aventura, Taunay registrou no livro "Viagens de Outrora" sua passagem pelo pequeno povoado. Assim o descreveu: "Pousamos, por causa da grande tormenta, na única casa do arraial coberta de telha, pertencente ao Sr. João Bernardino de Seixas Ribeiro. A povoação consta de meia dúzia de palhoças abandonadas, pois, seus habitantes fugiram para as matas, onde não seria possível encontrá-los para cumprir a exigência do serviço de armas. Há uma igrejinha em construção, e cremos que por muitos anos fique neste estado, quando não se arruíne totalmente."


Para nossa sorte, entre 1900 e 1950, o território paulista passou a ser efetivamente povoado, contribuindo para isto não só as riquezas que seriam obtidas com o café, cereais e pecuária, mas principalmente decorrente da conclamação pela ocupação do interior do País, denominada "Marcha para Oeste", promovida por Getúlio Vargas. O próprio presidente visitou-nos em 1938, inaugurando aqui um monumento muito simples em sua forma (apenas uma seta de um metro de altura em granito negro, apontando firmemente para o oeste)! Apesar do monumento ser pequeno, seu significado é enorme, mostrando a vocação de Rio Preto como importante centro difusor do progresso. Postando-se imponente, na sacada da casa em que se hospedou, proferiu um discurso que contrariando a desafortunada previsão de Taunay, profetizava um grande progresso para a nossa cidade e a vasta região sob sua influência. Felizmente Getúlio Vargas anteviu o futuro brilhante que nos esperava, mesmo quando poucos acreditassem em suas palavras encorajadoras. Quero animá-los a pensar, que apesar de toda a corrupção e os desmandos que levaram o Brasil a uma situação pela qual não mereceria passar, vejo um futuro brilhante para o País, a ditar ao mundo os caminhos da paz e da harmonia universais.


DOMINGO BRAILEProfessor Emérito da Famerp e Unicamp. Pró-Reitor de Pós-graduação da Famerp


>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso