Diário da Região

04/03/2017 - 00h00min

Artigo

Domínio nos negócios

Artigo

NULL NULL
NULL

Para termos domínio de nossa vida profissional e pessoal, conseguir equilíbrio em nossas ações, não podemos depender de questões extracampo. É evidente que a escalada da inflação, a diminuição dos investimentos internos e externos e a possibilidade de desemprego podem influir em nosso rendimento pessoal e também na profissão. Mas não podem ser decisivos. Caso contrário, viveremos à mercê dos outros para conquistarmos objetivos. O protagonista de nossa vida somos nós mesmos.

Devemos ter domínio sobre nossos desejos, ambições, focos e objetivos, sejam pessoais ou profissionais. Domínio não significa ter coisas e pessoas à nossa disposição. Não é cabresto de situações. Não existe nada que possa ser 100% equilibrado e dominado durante toda a vida. Temos percalços, indecisões, traições, imprevistos. O domínio significa não deixar que estes obstáculos suguem nossas energias a tal ponto de nos deixar frouxos com o que almejamos, desanimados e sem disposição para superar o problema. Independente do cenário externo, estaremos prontos para seguir em frente.

Diariamente, o profissional, experiente ou novato, presencia alterações de mercado que o fazem rever conceitos. Ou no mínimo compreender que não basta apenas sua vivência anterior para vencer no mercado de trabalho. Mais do que vencer, primeiro ele precisa se manter. E para isso é necessário dedicação em superar os próprios conhecimentos, saindo da mesmice e reciclando-se.

Haverá momentos difíceis, sem dúvida. E ao profissional cabe praticar a resiliência, o que o fará aprender com as dificuldades e aprimorar-se na sequência, mantendo-se no domínio da situação. Ele destacar-se-á e evoluirá, pois estará melhor hoje do que ontem.

Dominar-se e não deixar apenas que as emoções nos guiem é primordial para alcançar metas de vida. Assim, antes do domínio profissional, a estabilidade pessoal é essencial. Se há pendências em questões de relacionamento com familiares ou amigos, resolva-as. Ter a mente liberta de mágoas, rancores e angústias nos estimulará no trabalho.

O que também pode emperrar nosso domínio profissional é o medo de reaprender e rever paradigmas. Devemos analisar condutas de pares e concorrentes, retendo o que é bom e descartando o que nada nos acrescenta. Esta é atitude de quem se desfaz daquele orgulho que mata aos poucos. Sem humildade para reconhecer erros e limitações próprias e sucessos alheios não conseguiremos ampliar nossa visão de mercado.

Dominando-nos, aprenderemos a vencer desafios, enxergando oportunidades onde muitos veem só problemas. Teremos rapidez, mas não pressa, para superar obstáculos, buscando por informações que nos levem a conclusões positivas. Saberemos agir com jogo de cintura, não perdendo o controle nos momentos difíceis e, com calma, viraremos o jogo de forma favorável. Agiremos com atitude, tendo postura leal, correta e ética, cumprindo o que prometemos a clientes, pares ou superiores.

É o domínio que nos traz o equilíbrio. E assim, surpreenderemos quem interagir conosco e colheremos frutos que só colhem os que transmitem confiabilidade, e que fazem seu trabalho naturalmente, espontaneamente e com coração! Teremos sucesso.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso