Diário da Região

16/07/2015 - 00h00min

editorial

Terceira faixa já

editorial

O crescimento do volume de veículos circulando entre Rio Preto e Mirassol vem fazendo a rodovia Washington Luís (SP-310) se transformar em avenida que liga os dois municípios. Dados da concessionária que administra a estrada no trecho de Mirassol a Araraquara ajudam a mensurar esse movimento. Com base no levantamento, a reportagem do Diário apurou que em 2010 o volume diário médio (VDM) era de 53.180 veículos no trecho urbano de Rio Preto. Três anos depois, saltou para 61.527 carros.

A mesma apuração revelou que o número de acidentes teve uma variação de 225 para 237, até o ano de 2013, e em 60% dos acidentes registrados no período havia envolvimento de pelo menos um veículo com placas de Rio Preto. Acidentes recentes no trecho entre as duas cidades mostraram parte dos efeitos desse aumento no fluxo de carros. Em junho, por exemplo, após um acidente perto do km 444, no qual uma pessoa morreu e nove ficaram feridas, o congestionamento de veículos chegou a mais de quatro quilômetros.

O crescimento da cidade a partir da região norte, e ao longo das duas margens da SP-310 na direção justamente de Mirassol, caminha para consolidar o chamado fenômeno da conurbação, a aglomeração das malhas urbanas dos dois municípios. Sem a existência de rotas alternativas viáveis para o fluxo rápido, a rodovia virou caminho natural tanto para quem sai da região norte rumo às áreas mais centrais quanto para moradores de Mirassol que trabalham em Rio Preto. Sem contar a população de condomínios construídos ao longo da rodovia.

De passagem ontem por Rio Preto, o governador Geraldo Alckmin reconheceu que esse é um problema a ser enfrentado e resolvido. Disse que já encomendou à Artesp, agência reguladora de transportes do Estado, um estudo para avaliar a necessidade da construção de uma terceira faixa na Washington Luís, até Mirassol, nos dois sentidos da pista, que já é duplicada. Desse estudo, em conjunto com a concessionária, deve sair o projeto da construção das faixas adicionais.

A manifestação do governador é o primeiro movimento no sentido de buscar uma saída para uma questão do mais legítimo interesse público para toda a região de Rio Preto. É de se esperar que, a partir a disposição tornada pública por Alckmin, agentes políticos que se dizem representantes da região se mobilizem para fazer a promessa virar compromisso e cumprimento. Sem esquecer, obviamente, o desafio particular de Rio Preto para consolidar o seu empacado megaprojeto de mobilidade urbana, que prevê investimento de R$ 330 milhões do governo federal e está com apenas 3,6% das obras concluídas.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.