Diário da Região

Vereadores da Câmara de Rio Preto são mesmo muito previsíveis e, pelo visto, não querem perder tempo na caça ao eleitorado que comparecerá às urnas em outubro. Logo no primeiro mês do ano da eleição municipal, houve uma disparada no número de viagens em carros oficiais do Legislativo, a maioria dentro do próprio município. Em pleno recesso, os parlamentares percorreram 6,5 mil quilômetros em janeiro, mais que o dobro dos 3,1 mil quilômetros registrados em dezembro de 2015.

São 11 veículos à disposição de parlamentares, que podem usá-los sem restrição de tempo e horário. Além deles, os próprios assessores também têm autorização para circular com os carros oficiais, por duas horas de manhã e duas horas no período da tarde. Na falta de critérios mais claros, porém, esse limite pode ser extrapolado sem muita cerimônia.

As explicações também são sempre genéricas. Questionada pelo repórter Vinicius Marques, a vereadora Alessandra Trigo (PSDB), líder no ranking de viagens com 1,6 mil quilômetros em janeiro, afirmou: “Como você sabe, vários problemas surgiram em nosso município, onde pude diligenciar em órgãos da Capital. Portanto, essa quilometragem corresponde a uma viagem a São Paulo em prol dos interesses de nossos cidadãos”.

Acostumado a aparecer sempre nos primeiros lugares quando o assunto é uso de carro oficial, o parlamentar Celso Peixão (PSB) tem o hábito de percorrer a cidade, especialmente seus redutos eleitorais, fotografando equipes da Prefeitura durante a execução de serviços rotineiros, para publicar no Facebook sempre com mensagens típicas de campanha. Ele gosta de retornar aos mesmos lugares para fotografar de novo, inclusive quando suas visitas a esses locais se revelam improdutivas. De vez em quando, até fotografa alguns buracos. Governista de carteirinha, porém, não raramente o vereador aproveita para bajular o prefeito, seu companheiro de partido.

O presidente da Câmara, Fábio Marcondes (PR), parece não estar muito preocupado, pelo menos como demonstra em resposta terceirizada pelos seus assessores. Ele argumenta que “já existe regramento para uso dos carros, amplamente divulgado nos gabinetes. Cada vereador é responsável pelo uso correto dos veículos da Câmara”.

Obviamente, seria de grande interesse da população que o chefe do Legislativo adotasse postura mais ativa e parasse de fingir que não tem nada a ver com o problema e deixar que se instale a percepção de que liberou geral. Mais do que criar regras, é imperioso zelar para que sejam cumpridas.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.