Diário da Região

09/09/2015 - 00h00min

Na Câmara

Carlão acusa Marcondes em defesa

Na Câmara

Hamilton Pavam / Reprodução/ Facebook Carlão (no detalhe) acusou Marcondes de fazer suposta filiação ilegal no gabinete da presidência do Legislativo
Carlão (no detalhe) acusou Marcondes de fazer suposta filiação ilegal no gabinete da presidência do Legislativo

Investigado por suposto uso de estrutura da Câmara de Rio Preto para fins partidários, o vereador de Rio Preto Carlão dos Santos (SD) partiu para o ataque. Em defesa apresentada ao promotor Sérgio Clementino, Carlão acusa o presidente da Câmara, Fábio Marcondes (PR), de ter feito filiações em seu gabinete. A filiação a que se refere Carlão aconteceu no gabinete do presidente, em maio. Na ocasião, Marcondes filiou ao PR o ex-vereador Jair Afonso.

De acordo com a defesa de Carlão, a filiação foi divulgada “sem nenhuma intervenção ministerial.” O advogado de Carlão, Alberto Juliano, também afirma que a apresentadora de tevê Josi Dal Ben, também teria se filiado ao PR no gabinete do presidente. O inquérito sobre a conduta de Carlão foi aberto a partir de reportagem do Diário. O vereador postou em seu perfil no Facebook uma “convocação” para filiações.

Na ocasião, divulgou telefone do próprio gabinete na Câmara. Na mesma reportagem, assessora de Carlão afirmou, por telefone, para filiar-se ao partido, bastaria levar documentos ao gabinete do vereador. Na defesa, Carlão não cita a assessora. Seu advogado afirma que não houve má-fé do vereador. Para o vereador, a aplicação da lei de improbidade administrativa nesse caso seria resultado de “questões irrelevantes”.

“A aplicação da lei de improbidade exige bom senso, pesquisa da intenção do agente, sob pena de sobrecarregar-se inutilmente o Judiciário com questões irrelevantes, que podem ser resolvidas na própria esfera administrativa”. Na defesa, Carlão não nega que entregou em seu gabinete. “Os pretensos candidatos que entregaram suas fichas de filiação ao gabinete do requerido deve-se ao fato de que este é o único representante do partido na Câmara”, afirma o advogado.  Carlão também é presidente comissão provisória do SD em Rio Preto. 

O promotor disse que irá convocar para depor a assessora de Carlão que falou sobre as fialiações. Clementino disse ainda que Marcondes pode passar a também ser investigado no inquérito. O presidente da Câmara negou que tenha feito a filiação, diferentemente do que afirmou quando Jair Afonso estava em seu gabinete em maio. “Recebemos ele no nosso gabinete. É gabinete político. Mas acho que o inquérito é sobre a divulgação do telefone no Face dele (de Carlão dos Santos). "Acho que quem está sendo acusado não sou eu”, afirmou o presidente.

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso