Diário da Região

19/09/2015 - 00h00min

BR-153

Duplicação ‘transferida’ aumenta pedágio

BR-153

Hamilton Pavam Governo federal quer empurrar para concessionária duplicação que teve contrato assinado há mais de um ano e ainda não saiu do papel
Governo federal quer empurrar para concessionária duplicação que teve contrato assinado há mais de um ano e ainda não saiu do papel

Prevista para ser realizada por consórcio contrato pelo Dnit, a duplicação de trecho de 17 quilômetros da BR-153 em Rio Preto pode passar para a concessionária que explora a rodovia e o reflexo do empurra-empurra da gestão Dilma vai doer no bolso dos motoristas, com reajuste no pedágio. Pela primeira vez, a concessionária Triunfo Transbrasiliana admitiu que está em tratativa com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), órgão que fiscaliza a concessões, para assumir a duplicação.

Pelo contrato assinado em setembro do ano passado entre Dnit e consórcio que ganhou licitação da obra em Rio Preto, que incluía a construção de 16 viadutos, a duplicação seria de trecho de 17 quilômetros, em Rio Preto. O contrato tem valor de R$ 186,9 milhões, mas a obra não foi iniciada. A concessionária que explora a rodovia confirmou ao Diário que ela e a ANTT “estudam a viabilidade de incluir novos investimentos ao contrato de concessão”. 

“A ANTT avaliará a viabilidade de aditar tais investimentos e a forma adequada de promover o reequilíbrio no contrato de concessão, dentre as alternativas: aumento da tarifa, extensão do prazo e outras formas previstas no contrato de concessão”, informou a Triunfo Transbrasiliana. Há quatro praças de pedágios na BR-153, com valor de R$ 3,70 para carros. Duas ficam na região: em Onda Verde e José Bonifácio. A reviravolta na duplicação, que se arrasta há mais de dez anos em Rio Preto, já havia sido comentada pelo ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, em julho.

Em 2011, a presidente Dilma prometeu a duplicação. “Nós iremos fazer a BR-153. Eu asseguro a vocês’, afirmou Dilma em coletiva quando inaugurou o loteamento Nova Esperança. A ANTT informou que “a área técnica da ANTT informa que no momento a Agência está estudando a viabilidade dessa transferência”, sobre a obra que nunca começa. Segundo a Transbrasiliana entre os novos investimentos está “duplicação do trecho urbano da BR-153 em São José Rio Preto, prevista anteriormente para ser executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit, passando a ser de responsabilidade da concessionária.” 

Outra alteração seria duplicação de trecho da rodovia na região de Marília. Ao assinar o contrato no ano passado, o então ministro Sérgio Passos, disse que a iria começar ainda em 2014, o que não aconteceu. Procurado, o Dnit não se manifestou. Neste ano o órgão informou repetidas vezes que o projeto de duplicação teria de passar por “adequações”. 

O engenheiro da empresa Bandeirantes, que faz parte do consórcio ganhador da licitação, Guilherme Garbulho, não respondeu questionamento do Diário sobre o impasse da duplicação. Segundo a concessionária, as obras já previstas para a região são duplicação de trecho 2,4 quilômetros na região de Talhado de duplicação de Bady Bassitt e José Bonifácio. Questionado sobre a mudança, o prefeito de Rio Preto, Valdomiro Lopes, informou que acredita que a duplicação será realizada. “O importante é a gente ter certeza que a obra vai sair.”

Concessão estima duplicação de 48 km

Dados divulgados no final do ano passado pela ANTT preveem que o contrato de concessão do trecho paulista da rodovia BR-153, entre os estados de Minas Gerais e Paraná, teriam 48 quilômetros duplicados. Parte dessa duplicação seria em Rio Preto, na região de Talhado e proximo a Bady Bassitt.

O documento possuem quais são as obrigações que devem ser seguidas pela concessionária. O contrato é revisto anualmente, quando a agência autoriza o reajuste nas tarifas de pedágio. A última revisão, disponível no site da ANTT, foi no final do ano passado. No total, o trecho paulista da BR-153 tem 321 quilômetros de extensão. 

 

Arte - Novela da duplicação da BR-153 Clique na imagem para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.