Diário da Região

30/04/2016 - 00h00min

PÓS

Disputa entre partidos já trava novo ministério de Michel Temer

PÓS

Valter Campanato/ Agência Brasil O vice-presidente Michel Temer, que rebateu acusações de Dilma de que vai cortar programas sociais
O vice-presidente Michel Temer, que rebateu acusações de Dilma de que vai cortar programas sociais

A disputa política entre partidos por espaços no eventual governo do vice-presidente Michel Temer (PMDB) começa a travar a definição dos nomes para ministérios e bancos públicos. Nos bastidores, o principal embate ocorre entre o PMDB e o PP, mas há também confrontos entre outras legendas.

A Saúde é a mais cobiçada, apesar das epidemias que atingem o País e o orçamento mais apertado do que no passado. Trata-se de um ministério com grande capilaridade: há postos a serem preenchidos em todos os cantos do País. Temer quer que o posto seja ocupado por um nome de grande respaldo na sociedade civil e médica. O presidente do PP, Ciro Nogueira (PI), por exemplo, já tem um nome na cabeça: o cirurgião paulista Raul Cutait.

Nesta semana, no entanto, começou a ganhar corpo um movimento dentro dos quadros do PMDB para garantir que a Saúde, assumida no fim do ano passado, permanecesse nas mãos do partido. Integrantes da bancada dizem que o PP não teria um nome de peso para ocupar a pasta. Além argumentam que o PP teria muito mais tradição em outra área, a da Agricultura. Faria mais sentido, dizem, que integrantes do PP assumissem esse posto. O PP, por sua vez, já deixou claro que não abre mão da Saúde num eventual governo Temer.

Os dois partidos também se enfrentam pelo comando dos cargos de direção na Caixa Econômica.

Na área trabalhista, tamanho é o assédio que Temer pretende separar o atual Ministério do Trabalho e Previdência Social em duas pastas. A divisão abriria espaço para mais partidos. Temer negocia dar Trabalho para o Solidariedade e a Previdência para o PRB ou PSD.

A Agricultura é outra área com intensa disputa. Chegou a ser oferecido ao PRB, depois passou a ser alvo de PP e DEM e, agora, está sendo disputado pelo PR do senador Blairo Maggi (MT). O parlamentar do PR é um dos principais apoiadores de Temer no Senado, tendo chegado a cobrar publicamente a cadeira.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso