Diário da Região

08/12/2015 - 23h01min

Brasília

Ala oposicionista do PMDB diz já ter votos suficientes para destituir Picciani

Brasília

Integrantes da ala oposicionista do PMDB afirmaram na noite desta terça-feira, 8, já ter obtido votos suficientes para destituir Leonardo Picciani (RJ) da liderança do partido. Caso Picciani realmente caia, assumirá o comando da bancada Leonardo Quintão (MG), deputado desde 2007. A destituição foi costurada ontem dentro do Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente Michel Temer. Para o deputado Osmar Terra (RS), Picciani "perdeu a autoridade" ao fazer por conta própria as indicações para chapa original para formar a comissão especial que decidirá sobre a continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Picciani indicou apenas peemedebistas com tendência governista, o que gerou um racha na bancada e a formação de uma chapa alternativa, de viés oposicionista, que terminou vencendo a disputa de hoje por 272 votos a 199. "Ele não ouviu ninguém. Não foi líder do PMDB, foi líder da Dilma", afirmou Terra. "Deveria ter pedido para sair", disse o deputado. Quintão preferiu adotar tom mais sereno, mas diz já ter 40 assinaturas, mais que as 34 necessárias para destituir o líder. Segundo o mineiro, Picciani será comunicado na manhã desta quarta-feira, 9. "Estou fazendo um apelo ao partido para sentar e unificá-lo", disse ao Estado. Picciani não foi localizado nesta noite. À tarde, havia minimizado o movimento para tirá-lo do comando da bancada. "Me parece que eles estão muito afoitos", afirmou. "Conto com apoio da maioria da bancada do PMDB. Vou continuar exercendo a liderança com serenidade", disse Picciani. "Falar é uma coisa, fazer é outra. Precisam ter os votos para isso (para remover o líder). Tenho convicção de que não possuem votos para isso", disse Leonardo Picciani. O peemedebista disse que secretários do Rio de Janeiro se disseram disponíveis para retomar seus mandatos na Câmara e apoiá-los. São o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do governo do Rio, Marco Antônio Cabral, e o secretário-executivo de coordenação de governo do Rio, Pedro Paulo.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso