Diário da Região

09/07/2016 - 00h00min

EFEITO CASCATA

Ielar atrasa salários de 900 funcionários

EFEITO CASCATA

GUILHERME BAFFI Pagamento sai até terça, segundo Luiz Oliveira, diretor no Ielar. (Foto: Guilherme Baffi)
Pagamento sai até terça, segundo Luiz Oliveira, diretor no Ielar. (Foto: Guilherme Baffi)

Impedido de receber dinheiro da Prefeitura de Rio Preto, o hospital Ielar atrasou o salário de 900 funcionários. O pagamento deveria ter sido depositado na quinta-feira, 7, mas não ocorreu porque a instituição não recebeu R$ 2,1 milhões do município, que não pode transferir o valor enquanto o Ielar não pagar parcelamento de dívidas previdenciárias.

Pela lei, a Prefeitura só pode depositar o dinheiro na conta da instituição quando o Ielar apresentar a Certidão Negativa de Débito (CND).

O atraso afeta funcionários de postos de saúde e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da cidade cedidos pelo Ielar à Prefeitura por meio do convênio. Eles representam metade dos 900 empregados. O hospital atende atualmente 10 mil pacientes, dos quais 90% são provenientes do SUS.

Os funcionários deram prazo até quarta-feira, 13, para o hospital resolver o problema. A partir daí, eles já falam em cruzar os braços.

“Nós dependemos do salário para quitar nossas contas de casa. Tem gente que teve de arrumar dinheiro emprestado com parentes para pagar a conta da luz”, diz um dos funcionários, que pediu para não ser identificado.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Júlio César Caetano, afirma que a instituição precisa deixar claro aos funcionários que os atrasos não vão se repetir. “Sei que fizeram o parcelamento para quitar as dívidas com FGTS que não estavam depositando. Mas é preciso que exista um plano de gestão financeira para equilibrar as contas”, afirma o presidente do conselho.

O diretor do administrativo do hospital, Luiz Oliveira, afirma que o atraso do pagamento é reflexo da crise financeira sofrida pela instituição há dois anos, mas que o Ielar tem se empenhado para manter os salários dos funcionários e o funcionamento do hospital.

“O hospital precisa apresentar a certidão para Prefeitura. Como a instituição não o apresentou, não foi possível receber este recurso”, disse.

Segundo o administrador, o Ielar regularizou o débito junto a Receita Federal nesta sexta-feira, 8.

“Assim que a CND estiver liberada no sistema, a Prefeitura irá fazer o repasse e quitaremos os pagamento dos funcionários”, promete o diretor, que prevê a quitação dos salários até a terça-feira, 12.

Por meio da assessoria, a secretaria de Saúde de Rio Preto, Terezinha Pacha, disse que não iria se manifestar, porque o atraso do pagamento é de responsabilidade do Ielar. “A Prefeitura tem feito regularmente todos os repasses”, disse a assessoria.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso