Diário da Região

20/03/2015 - 12h16min

Porto Alegre

Em visita a assentamento no sul do País, Dilma é recebida com festa

Porto Alegre

A presidente Dilma Rousseff (PT) foi recebida com festa na manhã desta sexta-feira, 20, pelas quase 3 mil pessoas no assentamento Lanceiros Negros, do MST, na região metropolitana de Porto Alegre, aos gritos de "Dilma, Dilma". A previsão é de que Dilma discurse na inauguração da unidade de secagem e armazenagem de grãos da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap). A presidente visitou outro assentamento, onde acompanhou a abertura simbólica da Colheita do Arroz Ecológico. Ela está na companhia do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), que foi vaiado pela plateia, e dos ministros Miguel Rossetto, da Secretaria-Geral da Presidência, Pepe Vargas, da Secretaria de Relações Institucionais, Patrus Ananias, do Desenvolvimento Agrário, e Tereza Campelo, do Desenvolvimento Social. A maior parte dos presentes é do MST e da CUT (Central Única dos Trabalhadores), mas também há membros de outros grupos, como o CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil), MBA (Movimento dos Atingidos por Barragens) e MNLM (Movimento Nacional de Luta pela Moradia). Eles aguardam a presidente desde o início da manhã. Muitos vestem camisetas do PT e levam bandeiras com a sigla do partido ou com o nome de Dilma. Enquanto esperava, o público cantava músicas regionalistas e entoava gritos de defesa ao governo e à Petrobras, como "Nem que a coisa engrossa, a Petrobras é nossa". Entre a multidão era possível encontrar muitos jovens que não usavam camisetas ou bonés do MST ou da CUT. Um deles contou à reportagem que estuda em uma escola municipal, no turno da noite, e que teve feriado escolar decretado para poder participar do evento. O prefeito de Eldorado do Sul, onde ficam os assentamentos, é Sergio Munhoz, do PSB. O principal líder do MST, João Pedro Stédile, está presente no local. Ele mobilizou os membros do MST a irem às ruas na última semana para apoiar o governo Dilma, mas também fez críticas à política econômica da presidente e cobrou mais atenção aos direitos dos trabalhadores. A visita de hoje é considerada uma tentativa de reaproximação de Dilma das bases sociais que ajudaram a reelegê-la em 2014.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso