Diário da Região

13/05/2015 - 11h49min

Brasília

Servidor demitido por Cunha pede licença médica na Câmara

Brasília

Epicentro do último embate entre o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a Procuradoria-Geral da República (PGR), o ex-diretor da área de Informática da Casa, Luiz Antonio Souza da Eira, entrou em licença médica por uma semana. A Câmara não informou o motivo alegado no atestado médico, mas confirmou que o servidor está afastado desde a última sexta-feira, 8, e retornará ao trabalho só na próxima segunda-feira, 18. Eira foi exonerado da função e deslocado para a Consultoria Legislativa após a revelação de que Cunha aparece como autor do requerimento que pedia a investigação parlamentar da empresa Mitsui, em 2011. O requerimento era uma solicitação de informações ao Tribunal de Contas da União (TCU). O documento teria sido escrito no terminal do peemedebista e a apresentação formal da solicitação foi feita pela então deputada Solange Almeida (PMDB-RJ). Segundo o doleiro Alberto Youssef, essa investigação teria sido apenas uma forma de pressionar a empresa, suspeita de integrar o cartel que atuava na Petrobras, a pagar propina a políticos. Ao deslocar o servidor, Cunha sugeriu manipulação contra ele na área de Informática depois que a Casa passou a exigir dos funcionários que cumprissem carga horária de 40 horas semanais. O episódio chamou a atenção da PGR, que apura o envolvimento do presidente da Câmara com o esquema de corrupção na estatal, e imediatamente colheu o depoimento do ex-diretor a fim de esclarecer o procedimento de apresentação de requerimentos por parlamentares. Eira reiterou no depoimento que uma auditoria interna da Casa concluiu que não houve fraude, que o requerimento no sistema de informática da Câmara é feito por meio de uma "senha pessoal e intransferível" do parlamentar e destacou que o nome de Cunha figura como autor do procedimento. O deputado nega que seja autor do requerimento, se diz vítima de um funcionário "demitido e com raiva" e do procurador-geral Rodrigo Janot que, em sua visão, estaria agindo de forma "pessoal".

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso