Diário da Região

02/09/2016 - 00h00min

ASSINA AQUI

Sob pressão, candidatos assumem projetos

ASSINA AQUI

Johnny Torres 1/9/2016 Os seis candidatos à Prefeitura de Rio Preto em encontro para debater ações voltadas a crianças e adolescentes
Os seis candidatos à Prefeitura de Rio Preto em encontro para debater ações voltadas a crianças e adolescentes

Aquela coisa de “no fio do bigode” já não convence mais parte da sociedade de RioPreto quando a promessa vem de político em campanha eleitoral. Agora, é na base do preto no branco, ou seja, só com documento assinado.

Os seis candidatos a prefeito de Rio Preto estão sendo convidados por entidades e instituições da cidade dos mais variados setores a aderir aos chamados “termos de compromisso” para as propostas em um eventual governo (veja quadro).

Nesta quinta-feira, dia 1º, eles se reuniram na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para receber as propostas apresentadas pelo Ministério Público voltadas às ações para crianças e adolescentes. O promotor de Justiça André Luís de Souza entregou aos candidatos documentos com 22 solicitações a serem assumidas pelo futuro prefeito.

“Vou registrar em cartório. Caso o candidato eleito não cumpra, vou entrar com ação civil pública. Essas propostas terão de ser implementadas”, afirmou Souza. “Não há políticas públicas concretas para a infância. Daí o recurso não dá, pois não há parâmetro”, afirmou o promotor, que exige do prefeito eleito um cronograma para implantação das propostas no primeiro trimestre de 2017.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp), Paulo Sader, afirmou que as reivindicações apresentadas aos candidatos representam “bandeiras” antigas da entidade. “Pedimos o compromisso dos candidatos essas bandeiras. Apresentamos as razões das propostas, os seus benefícios e como implementá-las”, afirmou Sader.

O diretor regional do Sebrae, Marcos José Amancio, afirma que os candidatos recebem pedido de apoio para as micro e pequenas empresas. “Assinam o compromisso para apoiar os pequenos negócios e todos os setores da economia”, disse Amancio.

instituições 02092016 Clique na imagem para ampliar

A comandante da Polícia Militar, coronel Helena dos Santos Reis, também está entregando documento aos candidatos de propostas sobre segurança pública que poderão ser incluídas no plano de governo de cada um. “É um plano de segurança municipal”, disse.

Há entidades que até abrem mão do documento, mas insistem em apresentar suas reivindicações em reuniões específicas com os candidatos. É o caso por exemplo da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que promove sabatina com todos os prefeituráveis.

“Não demos nenhum protocolo de intenções para eles assinarem. Porém os temas abordados com todos estão sendo a formas de repasse para a AACD (subvenções social ou plano de ação), apoio para a conquista do CEBAS (Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social), trabalho conjunto com a prefeitura local, junto a prefeituras parceiras e também as que ainda não se conveniaram”, informou a assessoria da entidade.

‘Eles devem ser honestos'

Candidatos a prefeito aderiram às propostas do Ministério Público com conhecimento prévio do documento. Os seis prefeituráveis prometeram que vão cumprir à risca as propostas feitas pelo promotor da Infância e Juventude, André Luís de Souza. “São propostas que constam, inclusive, no meu plano de governo”, afirmou João Paulo Rillo (PT). 

Para o cientista político Adalberto Miranda, o candidato deve ser “honesto” e se posicionar a favor ou contra as propostas apresentadas por determinada entidade. “Não deve assumir um compromisso que ele não pretende cumprir. É mais justo admitir que não irá governar dessa maneira”, afirmou. 

Candidatos levaram equipes de televisão para fazer gravação do evento, que devem ser explorados na propaganda de rádio e televisão. Professor da rede pública estadual, o prefeiturável Daniel Nhani foi aquele que fez o discurso mais contudente em relação ao descaso de políticas públicas para crianças e adolescentes. 

“Os jovens pobres, da periferia, são tratados de maneira péssima pelo poder Público e tomam porrada da Polícia Militar e da Guarda Municipal”, disse Nhani. “Não há perspectiva para oportunidades, há carência de investimentos no esporte e cultura”, afirmou.

Edinho Araújo (PMDB) disse que é preciso “colocar o dedo na ferida” e alertou que o atual orçamento será definido pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB). Já Kawel Lotti (PSDC) defendeu melhoria na gestão pública para atender as reivindicações do Ministério Publico. 

Orlando Bolçone (PSB), que também tem o apoio de Valdomiro, assinou o documento ao lado da sua candidata a vice, Ivani Vaz de Lima. 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o perí­odo R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o per­íodo R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.