Diário da Região

22/07/2016 - 00h00min

TRÁFICO DE INFLUÊNCIA

Prefeito de José Bonifácio acusa Bolçone de ‘furar fila’ no HB

TRÁFICO DE INFLUÊNCIA

JOHNNY TORRES Deputado: “Não existe possibilidade disso”.
Deputado: “Não existe possibilidade disso”.

O prefeito de José Bonifácio, Edmilson Pereira Alves (PTB), denunciou ao Ministério Público que o deputado estadual Orlando Bolçone, pré-candidato a prefeito do PSB em Rio Preto, estaria usando de influência para interferir na fila do SUS. Ao lado de Cássio Gallo, que é do mesmo partido de Bolçone e vereador em Bonifácio, o deputado é acusado de antecipar pedidos de exames e consultas no Hospital de Base (HB).

O secretário de Saúde de Bonifácio, Endry Carobene Franceschi, diz ter feito a descoberta no sistema de informática usado pelo hospital e municípios. Em ofício encaminhado ao prefeito no dia 18, ele aponta possível favorecimento ao atendimento de pacientes indicados por Bolçone e Gallo, que é pré-candidato a prefeito e adversário direto de Edmilson, que vai disputar a reeleição.

“Há nos prontuários eletrônicos de pacientes favorecidos pela fraude a observação ‘antecipado a pedido de Bolçone e Cássio (Gallo)’, diz o secretário. A acusação envolve, principalmente, o vereador por “usar o seu cargo e influência política para favorecer ilegalmente eleitores visando assim angariar apoio político e votos” na cidade.

De acordo com o secretário, os atendimentos de pacientes indicados pelos políticos aconteceriam em tempo recorde. “Temos pessoas que estão esperando atendimento desde 2012”, disse o secretário.

Na documentação enviada ao MP, ele cita exemplo de paciente que aguarda exame de neurocirurgia há quatro anos. A consulta foi realizada em junho de 2012 e a guia foi inserida no sistema para o exame no mesmo mês. “E ainda não teve o exame realizado por falta de disponibilidade”, diz o secretário.

Para mostrar a rapidez com a suposta interferência, Franceschi cita o caso do paciente J.A.V, que teve a guia de atendimento inserida no sistema em 28 de janeiro. Em 14 de julho, com a antecipação “a pedido de Bolçone/Cássio”, foi atendido. “E assim, sem que passasse por exaustiva espera, o exame já foi realizado”, consta em trecho do documento com a denúncia da Prefeitura.

Além do Ministério Público estadual, as acusações foram encaminhadas para o Departamento Regional de Saúde (DRS-15), para o Ministério Público Federal (MPF) e para a Câmara de Vereadores de José Bonifácio.

documento 22072016 Sistema usado pelo Hospital de Base traz informação: “antecipado a pedido de Bolçone”

Outro lado

O deputado Orlando Bolçone negou nesta quinta, 21, participação no esquema denunciado pelo prefeito de José Bonifácio. “É ilógico. O HB pode responder com tranquilidade. Eles têm protocolo”, disse o deputado, cujo vereador acusado já foi assessor dele. “Não existe possibilidade disso, não interfiro em nada. Tenho 40 anos de vida pública e não vou mudar o meu conceito”, afirmou.

Hospital de Base nega interferência externa

A direção do Hospital de Base (HB) rebateu a acusação feita pelo prefeito de José Bonifácio, Edmilson Pereira Alves (PTB). “O Ambulatório de Especialidades do Hospital de Base de Rio Preto nega que tenha havido qualquer interferência externa em marcação de consultas, com prejuízo a qualquer paciente em fila de espera do município de José Bonifácio”, consta em nota emitida pela assessoria do hospital nesta quinta-feira, 21. 

De acordo com o HB, o ambulatório, “assim como todo o complexo hospitalar cumpre rigorosamente o que está contratualizado com o Sistema Único de Saúde (SUS) em consultas, exames e demais serviços”. “Os atendimentos não-referenciados pelo SUS para o Ambulatório são agendados como consultas extras pela instituição, de maneira a não prejudicar os pacientes do SUS”, consta ainda na manifestação da instituição sobre o assunto.

O HB afirmou que o seu ambulatório é referência para 102 municípios da DRS-15, a divisão estadual de saúde da região de Rio Preto. “Somente nos últimos 18 meses, realizou mais de 26 mil consultas de pacientes do SUS de José Bonifácio. Este volume de atendimentos justifica porque a Funfarme é um dos maiores complexos ambulatoriais e hospitalares do Estado de São Paulo, referência em qualidade, tecnologia e humanização do atendimento e serviços prestados aos moradores de todos os municípios, indistintamente, inclusive, para a população de José Bonifácio”, consta em outro trecho da nota. 

O vereador Cássio Gallo (PSB) foi procurado nesta quinta-feira, 21, para comentar o assunto, mas não foi localizado em seu telefone celular. O deputado Orlando Bolçone, de quem Gallo é aliado, não quis comentar se haveria motivação política por trás da denúncia contra ele. 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso