Diário da Região

28/08/2016 - 00h00min

ELEIÇÕES 2016

Candidatos a prefeito de Rio Preto prometem UBS à noite

ELEIÇÕES 2016

Guilherme Baffi 22/5/2015 Fila para pegar remédio na farmácia da unidade do Jaguaré: ampliação de horário de funcionamento das UBSs é uma das soluções que eles sugerem para resolver superlotação e outros problemas
Fila para pegar remédio na farmácia da unidade do Jaguaré: ampliação de horário de funcionamento das UBSs é uma das soluções que eles sugerem para resolver superlotação e outros problemas

Ampliação de horários de atendimento à população, realização de concursos públicos, criação de um plano de cargos e carreiras (PCCS) são algumas das propostas apresentadas pelos candidatos a prefeito de Rio Preto em relação à Saúde. Colocada no topo das prioridades dos prefeituráveis, o setor é alvo de críticas recorrentes ao prefeito Valdomiro Lopes (PSB).

A exceção é Orlando Bolçone (PSB), candidato de Valdomiro, que faz comparações dos serviços prestados hoje com os da administração passada, do ex-prefeito Edinho Araújo, que também disputa o cargo pelo PMDB. “No governo anterior, havia dia e hora marcada para consultas médicas, o que acarretava filas até de madrugada. Hoje as consultas podem ser feitas em qualquer dia e hora”, diz Bolçone.

Edinho promete promover parceria com o sistema privado de saúde com o objetivo de agilizar os exames na rede pública se voltar à Prefeitura. Ele também alfineta a atual gestão ao comentar que o ponto eletrônico de médicos. “Há uma insatisfação geral dos profissionais da rede e isso tem reflexo no ambiente de trabalho e na qualidade do atendimento”, afirmou Edinho.

Carlos Arnaldo (PDT) afirma que irá elevar os gastos do setor para R$ 330 milhões (hoje são R$ 310 milhões). “Vamos criar mais duas UPAs, no bairro São Deocleciano e outra no Eldorado. Vamos também ampliar o horário de atendimento em todas as UBSs até 21h”, diz.

Segundo João Paulo Rillo (PT), o horário de atendimento de todas as unidades básicas vai ser até as 20h. O petista promete criar PCCS, que também é uma badeira de Kawel Lotti (PSDC), que defendeu ainda um rigoroso “controle de horário de trabalho”.

O candidato do PCO, Daniel Nhani, considera que a Saúde na cidade está “sucateada” e “abandonada”. “As epidemias são reflexo do abandono e descaso do poder público com o povo pobre. Nos bairros nobres da cidade não existe epidemias”, diz o candidato.

Veja as propostas de cada candidato para a saúde:

Carlos Arnaldo (PDT)

Atendimento 

Nosso compromisso prioritário como prefeito é garantir saúde para todos, otimizar o uso dos recursos, dar eficiência ao sistema com ações inovadoras e corajosas. Nos últimos anos a prefeitura investiu em média 24% da arrecadação de impostos. Vamos elevar os recursos na saúde para 30%, será no mínimo R$ 330 milhões/ano. O projeto Disk Saúde vai ser realmente implantado, possibilitando a marcação de consultas por telefone e inovaremos com a marcação de consultas também pela internet. Vamos fazer funcionar de verdade o programa Remédio em Casa. 

Vamos criar mais duas UPAS, no bairro São Deocleciano e outra no Eldorado. Especificamente nas UBS, que estão precisando de melhor gestão, vamos de imediato instalar os ambulatórios em todas, para atendimento clínico, contratando mais médicos (pediatras, cardiologistas, ginecologistas), aumentando assim o número de consultas e atendimento ao dia. Com esse choque de gestão as filas irão diminuir. Vamos também ampliar o horário de atendimento em todas as UBS até às 21h. E manter as UPAS atendendo 24h por dia.

Como atrair médicos 

Os melhores médicos (temos muito deles na rede pública) serão atraídos para a rede municipal assim que organizarmos o sistema, com melhorias no ambiente de trabalho, equipamentos adequados e a implantação de um plano específico de cargos e salários para os servidores da saúde, valorizando o mérito, dedicação e produtividade. 

Ponto eletrônico

O ponto eletrônico é preconizado em todo serviço público e privado.

Combate ao Aedes

Tolerância zero com a limpeza urbana e focos do mosquito, como recipientes de água parada. As doenças transmitidas pelo mosquito Aedes podem ser prevenidas com campanhas contínuas de combate e medidas de prevenção. Com essas medidas teremos queda no número de pacientes infectados.

Daniel Nhani (PCO)

Atendimento

A estrutura da saúde pública do município segue o mesmo modelo nacionalmente, que é atendido pelo SUS, onde os interesses do Estado burguês são os mesmos: privatizar o sistema de saúde pública para favorecer os barões da saúde privada. Enquanto o sistema não for todo estatizado e a mudança não ocorrer a nível nacional, nada modificará na cidade. A saúde pública será precarizada, sucateada e abandonada até que os trabalhadores recorram aos planos privados de saúde, a demora no atendimento, bem como agendamentos são derivados da falta de investimento no setor que está sendo atacado pelo governo golpista com o objetivo de privatizá-lo.

Como atrair médicos

Quando a saúde for toda estatal, ou seja, quando ricos e pobres forem atendidos no mesmo sistema de saúde público e universal, não faltarão médicos, pois os mesmos atenderão a todos pelo mesmo sistema, os planos de carreira para funcionários da saúde pública serão controlados pelo Estado, havendo valorização real da categoria.

Ponto eletrônico

O controle burocrático do trabalhador visa apenas escravizá-lo e explorá-lo ainda mais. O mais importante é melhorar as condições de trabalho e salário para todos os trabalhadores da saúde.

Combate ao Aedes

As epidemias são reflexo do abandono e descaso do poder público com o povo pobre, nos bairros nobres da cidade não existe epidemias, pois há investimento em infraestrutura, lá não existe lixão, nem terrenos baldios, diferente das periferias. O combate às epidemias começa voltando o orçamento municipal para o atendimento dos bairros dos trabalhadores mais pobres da cidade.

Edinho Araújo (PMDB)

Atendimento 

É possível fazer isso com boa gestão. Vamos levar o padrão Poupatempo para a saúde. É preciso tratar a saúde como prioridade, ampliar equipes e horários de atendimento, instalar o prontuário eletrônico para termos os dados do paciente no computador, ampliar as parcerias com hospitais e universidade locais da área médica e consolidar o SUS (Sistema Único de Saúde) no município. Temos uma das maiores estruturas públicas e privadas de Saúde do Brasil. É possível agilizar os exames na própria rede pública e fechar parcerias para colocar parte da rede privada à disposição do rio-pretense. 

Como atrair médicos

Levantar carências de médicos por especialidade e abrir concurso para as contratações programadas. Desenvolver parceria com as universidades nas ações de integração ensino-serviço e cogestão dos serviços nas unidades, contribuindo na formação de profissionais de saúde e na qualificação da atenção à saúde nos ciclos de vida.

Ponto eletrônico 

Cumprir a jornada de trabalho é dever de todo trabalhador. Mas temos que convir que os problemas da saúde em Rio Preto não se restringem ao ponto eletrônico, mas a um conjunto de deficiências. Há uma insatisfação geral dos profissionais da rede e isso tem reflexos no ambiente de trabalho e na qualidade do atendimento. 

Combate ao Aedes

Prioritariamente ampliar as ações de controle dos vetores por meio de fiscalização e visitação às residências, com funcionários treinados e motivados, e ampliar as campanhas de educação preventiva junto à população para controle e eliminação dos focos. O cuidado com a cidade vai se intensificar, cuidaremos do ambiente urbano, o que já fizemos quando prefeito de Rio Preto entre 2001 e 2008. Cuidar todos os dias. Chega de buracos e sujeira.

João Paulo Rillo (PT)

Atendimento 

Vamos desenvolver estratégias para qualificar os profissionais da Atenção Básica para aumentar a resolutividade, com a cura ou melhorados pacientes. O horário de atendimento de todas as unidades básicas vai ser ampliado até as 20 horas para garantir o acesso aos serviços de Saúde para os usuários, ao retornarem para suas casas, após o trabalho. O acesso às especialidades será ampliado e descentralizando com o atendimento para os cinco distritos da cidade em parceria com as faculdades de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Nutrição de nossa cidade. Também vamos garantir pediatra em todas as UPAs.

Como atrair médicos

Rio Preto sedia várias instituições de ensino superior, pública e privadas, voltadas para a formação de médicos e profissionais da Saúde. É necessário fortalecer as parcerias com estas faculdades, desenvolvendo políticas integradas para fixação dos profissionais no município. A principal política de incentivo será a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários para os profissionais de Saúde, permitindo que os trabalhadores se transformem em atores da política local de Saúde, ampliando a gestão democrática e incrementando as práticas de participação social.

Ponto eletrônico

Juntamente com a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários, a exigência do cumprimento da jornada de trabalho para todos os profissionais é uma pré-condição do servidor público.

Combate ao Aedes 

Profissionalizar e equipar os serviços de Vigilância à Saúde do município para controlar as doenças transmissíveis. Desenvolver estratégias específicas em relação ao Aedes Aegypti e ao H1N1 com o controle do vetor, a vigilância do vírus, a gestão clínica oportuna e correta e ações comunitárias.

Kawel Lotti (PSDC)

Atendimento 

Vamos fazer o básico bem feito, nosso principal objetivo é reduzir o prazo para realização de consultas, exames e a qualidade no atendimento das UBS. A Saúde é um direito assegurado na nossa Constituição. Vamos fazer isso com ações que visam a modernização e profissionalização da gestão pública, conforme descritas abaixo: Criação de mecanismos de gestão e motivação profissional. Agenda permanente de capacitação dos servidores públicos.

Vamos estabelecer metas bonificadas. Criação de Plano de Carreira. Melhorar as condições de trabalho dos servidores. Criação do Programa Saúde Rio Preto, selecionando profissionais para trabalhar nas Clínicas da Família em comunidades da cidade. O programa contempla o médico da Família, que atende demandas diversas, desde a criança até o idoso inclusive atuando com equipes itinerantes.

Como atrair médicos

Vamos dialogar com a classe médica para entender suas necessidades, e temos plano com diversas ações para melhorar as condições de trabalho que é uma das grandes reclamações da classe e demais servidores

Ponto eletrônico

O controle de horário de trabalho será rigoroso, inclusive utilizaremos as melhores opções disponíveis para fazer o acompanhamento e a devida gestão para o tema.

Combate ao Aedes 

Vamos fazer ações em caráter emergencial para o combate efetivo das epidemias como: 1) Colocar como tema prioritário na agenda do município; 2) Criação do Dia do Mutirão da Saúde em parceria com toda a população; 3) Campanhas de conscientização permanente; 4) Fiscalização rigorosa de áreas, terrenos e obras; 5) Agenda de visitação de “casa em casa” para aplicação de venenos que atinjam o problema e preservam o meio ambiente; 6) Aumento do efetivo do quadro de servidores.

Orlando Bolçone (PSB)

Atendimento

Trabalhar muito, ouvir bastante e ter um diagnóstico completo do assunto. Vamos otimizar o agendamento de consultas médicas e, assim, ampliar a oferta de exames e consultas à disposição da população. No governo anterior, havia dia e hora marcada para consultas médicas, o que acarretava filas até de madrugada. Hoje as consultas podem ser feitas em qualquer dia e a qualquer hora. E vai continuar sendo assim. Sem falar das condições das UBSs. Hoje são 27, todas reformadas, além de cinco novas UPAs construídas em padrão bem superior às da administração anterior. O público merece respeito

Como atrair médicos 

Vamos realizar novos concursos públicos, estudar seriamente a criação de um Plano de Cargo, Carreira e Salários e realizar convênio com faculdades e hospitais da cidade e, se precisar, da região. Na administração anterior, a preocupação com esse problema era pequenininha. Na atual administração, foram realizados quatro concurso, que somaram 160 vagas para médicos.

Ponto eletrônico

Já existe. É realidade. Vamos continuar exigindo o cumprimento da lei. Hoje, por determinação judicial, o ponto eletrônico de controle de presença é exigido em todas as unidades de saúde do município, para todos os funcionários, não só para os médicos.

Combate ao Aedes

Combater o Aedes aegypti e colocar fim às epidemias de dengue, zika e chikungunya é um trabalho gigantesco, que exige a participação do Estado e da União. Todo mundo deve participar. Em Rio Preto, a luta é grande. E a responsabilidade é de todos. Vamos ampliar o número de arrastões periódicos em área de grande transmissão destas doenças, bem como vamos realizar campanhas de conscientização, envolvendo toda a população, as associações de bairro e as igrejas.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.