Diário da Região

30/08/2016 - 00h00min

CHEGOU A HORA

Dilma reitera tese do golpe em sua defesa

CHEGOU A HORA

Pedro França/Agência Senado 29/8/2016 Presidente afastada Dilma Rousseff se explica no Senado, onde passou a segunda, 29, prestando esclarecimentos sobre as acusações das pedaladas fiscais e crime de responsabilidade que podem custar seu mandato
Presidente afastada Dilma Rousseff se explica no Senado, onde passou a segunda, 29, prestando esclarecimentos sobre as acusações das pedaladas fiscais e crime de responsabilidade que podem custar seu mandato

Ao se defender nesta segunda-feira, 29, no plenário do Senado, a presidente afastada Dilma Rousseff reiterou a versão de que o processo de impeachment é um "golpe na Constituição" que "resultará na eleição indireta de um governo usurpador". Em seu pronunciamento de cerca de 45 minutos e em respostas aos senadores, a petista negou ter cometido crime de responsabilidade e atacou a gestão interina de Michel Temer.

Dilma precisa de 28 votos para barrar o impeachment e voltar ao poder. Na última votação, que a tornou ré no processo, ela obteve apenas 21. Aliados do presidente em exercício, Michel Temer, calculam que cerca de 60 dos 81 senadores vão votar pelo afastamento definitivo da petista.

Considerada a última cartada para tentar impedir a condenação, a presença de Dilma no Senado não serviu para reverter votos favoráveis ao impeachment, como admitiram aliados, ou conquistar apoios de indecisos na votação final - prevista para ocorrer nesta terça e terminar na madrugada de quarta. Ciente das dificuldades, a defesa da petista já prepara um recurso ao Supremo Tribunal Federal caso o Senado confirme o afastamento definitivo.

placar do impeachment 30082016 Clique na imagem para ampliar

A petista fez um discurso sereno, mas embargou a voz ao citar a tortura na ditadura militar e a superação de um câncer. "Hoje eu só temo a morte da democracia", disse.

Ao longo do dia, porém, em suas falas, senadores pró-impeachment contestaram a tese do golpe defendida por Dilma, rebateram dados econômicos usados por ela e reafirmaram a responsabilidade da petista sobre as chamadas pedaladas fiscais. O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSBD-SP) disse que a petista cometeu crimes de responsabilidade “de caso pensado” e questionou: “Como golpe? Golpe com a supervisão do Supremo Tribunal Federal? Golpe quando a senhora vem exercendo todo o seu direito de defesa?”

Atos pró-Dilma foram registrados em São Paulo, Brasília e no Rio Em SP, a Polícia Militar usou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar o protesto na Avenida Paulista.

Aloysio Nunes 30082016 Senador Aloysio Nunes acusou a petista de agir com dolo

Sem virada

Aliados da presidente afastada Dilma Rousseff avaliam que ela fez um discurso contundente e está indo bem ao responder às perguntas dos senadores, mas não demonstram o mesmo otimismo quando questionados se vão conseguir reverter votos e barrar o impeachment.

Reservadamente, um senador petista afirmou que esse momento é importante para o registro histórico, mas dificilmente mudaria o placar da votação final.

Outros parlamentares evitaram fazer avaliações. "Eu aprendi na vida que decisão judicial e apuração você só tem certeza no momento. Eu sou daqueles que acredita sempre na democracia e espero que o Senado não venha enterrá-la", disse o senador José Pimentel (PT-CE).

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.