Diário da Região

28/08/2016 - 00h00min

SUCESSÃO

Veja o que dizem especialistas ao analisar os principais desafios dos prefeituráveis

SUCESSÃO

Divulgação Roberto Romano questiona discurso de candidato que tenta negar a política: “Não tem gestor que não é político e vice-versa”
Roberto Romano questiona discurso de candidato que tenta negar a política: “Não tem gestor que não é político e vice-versa”

Em tempos de crise econômica e escassez de recursos, o próximo prefeito de Rio Preto terá de superar desafios que vão exigir capacitação política e de gestão acima da média. A partir de janeiro de 2017, o candidato eleito vai encontrar a mesma realidade, só que “mais piorada”, na avaliação de especialistas em política e administração pública.

A lista de tarefas do escolhido pelo eleitor rio-pretense indica que o perfil ideal do homem que irá se sentar na cadeira de prefeito é uma mistura de bom gestor e exímio político. Ele terá de gerenciar um orçamento de pelo menos R$ 1,8 bilhão no próximo ano. “Não tem gestor que não é político e vice-versa”, diz o professor de ética e filosofia na Unicamp, Roberto Romano.

A primeira dica de especialistas ouvidos pelo Diário é não fazer promessas impossíveis de realizar depois de eleito. “Se o candidato não conhece as reivindicações da população há uma grande chance de ele fazer uma gestão péssima”, afirma Romano.

Por isso, o novo prefeito deverá reunir qualidades, que aliem também criatividade e credibilidade para colocar em prática, por exemplo, políticas públicas voltadas para a geração de emprego e renda, o que pode ser traduzido na atração de novas empresas para o município - ou na ampliação daquelas já instaladas aqui.

“Dizer a verdade é fundamental. Ele não pode prometer que irá construir 10 creches. É melhor dizer que, pelos recursos que possui, só vai poder fazer duas. É mais honesto com o eleitor”, exemplifica Romano.

A professora da USP Cláudia Souza Passador, especializada em gestão pública, afirma que os próximos administradores terão de “profissionalizar” a gestão à frente do Executivo. “Será preciso fazer uma gestão profissional e, para isso, o eleito terá de investir em recursos humanos e qualificar os servidores públicos”, ensina.

De acordo com Cláudia, o eleitor deve ficar atento ao programa de governo dos candidatos. “É preciso que o candidato tenha um mínimo de sensibilidade em gestão. Que tenha diagnóstico, projetos e noção de como executá-los”, diz.

O secretário de Planejamento de Rio Preto, Milton Assis, afirma que o novo prefeito terá a missão de “não deixar esfriar” projetos em andamento em Brasília. Ele esteve à frente da elaboração dos principais projetos da atual administração do prefeito Valdomiro Lopes (PSB), como as obras antienchentes e de mobilidade urbana. “Brincamos ao dizer que se deve ser um bom surfista, ou seja, tem de pegar a onda na hora certa”, afirma.

“Os futuros prefeitos vão encontrar a mesma realidade. Já que os recursos estarão concentrados em Brasília, vão ficar com o pires na mão e terão despesas elevadíssimas. E terão de se adaptar ao novo governo”, afirma Romano. “A receita é a mesma: Brasília detém os recursos e os municípios recebem as migalhas.”

desafios 28082016 Clique na imagem para ampliar

Na eleição deste ano, o rio-pretense terá de identificar em Carlos de Arnaldo (PDT), Daniel Nhani (PCO), Edinho Araújo (PMDB), João Paulo Rillo (PT), Kawel Loti (PSDB) e Orlando Bolçone (PSB) quem melhor entre eles se encaixa neste figurino ideal.

Lotear cargos é o primeiro erro

Especializada em gestão pública, a professora da USP Cláudia Souza Passador afirma que no geral os candidatos são despreparados para assumir o cargo de prefeito. Ela considera que um dos principais erros é o loteamento de cargos antes mesmo de ganhar a eleição. 

“É um jogo político perverso. Forma-se uma coligação com dez partidos e tem de lotear cargos, o que é um desastre para se colocar projetos em prática”, afirmou a professora. “Há políticos que assumem a prefeitura sem um projeto. Não estou falando de partido, mas de um leque básico de propostas que vão nortear o que ele fará de fato.” 

De acordo com ela, o gestor público tem de ser efetivo. “O quanto o gasto público de determinada ação vai mudar a vida do munícipe?”, questiona Cláudia, ao dizer que muitos dos candidatos sequer tem o diagnóstico dos problemas do município.

Sofismo

Professor de ética e filosofia da Unicamp, Roberto Romano afirmou que o eleitor deve ficar ligado quando o candidato se apresenta como “gestor”. “Não existe separação entre gestão e atividade política. Mesmo aquele com perfil mais técnico está fazendo política”, diz o professor. “É uma propaganda muito ruim que estou vendo em diversos lugares. É uma mentira, um sofismo, o sujeito afirmar que é gestor e não fará política.”

Outro termômetro citado pelo especialista é o comportamento dos candidatos durante a campanha eleitoral. “Não cair na baixaria e atacar a honra dos adversários. É melhor que esse tipo de prática seja atenuada ao máximo”, afirma. 

Veja o perfil de cada candidato à prefeitura de Rio Preto

carlosarnaldo_caricatura

Nome Carlos de Arnaldo Silva Filho
Idade 58 anos
Nascimento 27/11/1957
Cidade natal São Paulo
Estado civil Casado
Filhos Maria Laura e Maria Gabriella
Grau de escolaridade Superior
Profissão Advogado
Cargos políticos e participação em eleições Vereador por duas legislaturas. Candidato a deputado estadual em 1998 (17 mil votos) e a vice-prefeito em 2000. Secretário municipal por duas gestões: Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Econômico
Principal bandeira Saúde e geração de emprego
Que mais falta em Rio Preto? Falta gestão na saúde e na equipe de manutenção da cidade para cuidar do asfalto (buracos por toda Rio Preto), das praças e equipamentos públicos. E uma política forte para geração de empregos
O que a cidade tem de melhor? As pessoas. O rio-pretense é alegre, trabalhador e gente boa
Reeleição A favor. Quando o prefeito está indo bem, deve continuar
Referência na política Meu pai, dr. Carlos de Arnaldo Silva
Religião Católica
Livro A História de Kennedy, O Diário de Anne Frank, e A Cabeça do Brasileiro
Música My Way
Cinema A Supremacia Bourne
Time de futebol Santos
Hobby Caminhada e leitura
Frase ou pensamento “Eu tive muitas coisas que guardei em minhas mãos, e as perdi. Mas tudo o que guardei nas mãos de Deus, eu ainda possuo

 

nhani_caricatura

Nome Daniel Carvalho Nhani
Idade 36 anos
Nascimento 6/4/1980
Cidade natal Rio Preto
Estado civil Casado
Filhos Amanda, Bruno e Daniel Filho
Grau de escolaridade Superior completo (letras - licenciatura português e inglês)
Profissão Professor da rede pública estadual
Cargos políticos e participação em eleições Primeira vez que disputa a eleição
Principal bandeira - Marxismo
Que mais falta em Rio Preto? Consciência de classe e participação popular
O que a cidade tem de melhor? As pessoas, principalmente a classe trabalhadora, que produz tudo que a cidade possui e são os principais responsáveis pelo desenvolvimento do município
Reeleição No atual sistema político, tanto eleição quanto reeleição são um meio de enganar e explorar o povo
Referência na política Vladimir Ilitch Lenin e Leon Trotsky
Religião Espírita Kardecista
Livro Imperialismo, fase superior do capitalismo (Lênin) e História da Revolução Russa (Trotsky)
Música Rock'n'roll
Cinema Ação, aventura, romance, terror, comédia - Filme: 1900 (Bernardo Bertolucci)
Time de futebol Santos
Hobby Esportes, teatro e música
Frase ou pensamento "Expor aos oprimidos a verdade sobre a situação é abrir-lhes o caminho da revolução" (Leon Trotsky)

 

edinho_caricatura

Nome Edson Edinho Coelho Araújo
Idade 67 anos
Nascimento 30/7/1949
Cidade natal Santa Fé do Sul
Estado civil Casado
Filhos Thaysa, Bethina e Edson Filho
Grau de escolaridade Superior
Profissão Advogado e professor
Cargos políticos e participação em eleições Candidato a prefeito em Santa Fé em 1972. Elegeu ao mesmo cargo em 1976, com 3.194 votos; deputado estadual em 1982: 42.617 votos; reeleito em 1986: 70.008 votos e em 1990: 31.073; deputado federal em 1994: 56.218 votos; reeleito em 1998: 70.393 votos; eleito prefeito de Rio Preto em 2000: 100.861 votos no 2º turno; reeleito em 2004: 104.709 votos no 2º turno; Presidente da Codasp ( 2009-2010); deputado federal em 2011: 100.195 votos, reeleito em 2014: 112.780 votos; ministro dos Portos em 2014
Principal bandeira O desenvolvimento regional
Que mais falta em Rio Preto? Melhorar a saúde e cuidar da cidade
O que a cidade tem de melhor? Sua gente, as pessoas, a qualidade de vida
Reeleição Contra
Referência na política Franco Montoro e Roberto Rollemberg
Religião Cristão (presbiteriano)
Livro Brasil: uma biografia
Música Estrada da Vida, de Milionário e José Rico
Cinema o filme italiano Cinema Paradiso
Time de futebol São Paulo
Hobby Desfrutar a natureza com a família
Frase ou pensamento “Quem sabe onde quer chegar escolhe o caminho certo e o jeito de caminhar” (Thiago de Mello)

 

rillo_caricatura

Nome João Paulo Rillo
Idade 39 anos
Nascimento 1º/1/1977
Cidade natal Rio Preto
Estado civil Casado
Filhos Yago
Grau de escolaridade Graduado em direito
Profissão Deputado estadual
Cargos políticos e participação em eleições Candidato a vereador (1996): 1.187 votos. Eleito vereador (2005/2008): 4.028 votos. Candidato a deputado estadual (2006): 18.740 votos. Candidato a prefeito (2008): 103.967 votos. Eleito deputado estadual em 2010: 111.822 votos. Candidato a prefeito em 2012: 66.923 votos. Reeleito deputado estadual em 2014: 72.884 votos
Principal bandeira Só quem dialoga constrói ponte e vínculos
Que a cidade tem de melhor? As pessoas
Que mais falta em Rio Preto? Mais oportunidades de convivência, cultura e lazer nos espaços públicos
Reeleição Contra
Referência na política Meu pai, o vereador Marco Rillo
Religião Católico
Livro O Homem que Amava os Cachorros, de Leonardo Padura
Música Tião Carreiro/Chico Buarque/Bob Dylan
Cinema Central do Brasil, de Walter Salles, e Que Horas Ela Volta, de Anna Muylaert
Time de futebol São Paulo e América de Rio Preto
Hobby Caminhar pelas ruas dos bairros da cidade
Frase ou pensamento “O dinheiro deve servir e não governar” (papa Francisco)

 

kawel_caricatura

Nome Kawel Rodrigo Lotti
Idade 41 anos
Nascimento 26/4/1975
Cidade natal Rio Preto
Estado civil Casado
Filhos Davi e Daniel
Grau de escolaridade Administrador, pós-graduado em gestão de pessoas e MBA executivo em gestão empresarial
Profissão Administrador, atualmente diretor-executivo de um grupo empresarial com mais de 750 franquias
Cargos políticos e participação em eleições Primeira vez que se candidata
Principal bandeira Um governo servidor que trabalha para melhorar a vida das pessoas
Que mais falta em Rio Preto? Saúde, educação, emprego e assistência social para quem mais precisa
O que a cidade tem de melhor? É uma cidade bonita e seu maior patrimônio são as pessoas
Reeleição Contra
Referência na política Senador Magno Malta e o ex-deputado federal José Maria Eymael
Religião Cristão (evangélico)
Livro Bíblia e O monge e o executivo
Música Gospel
Cinema Gladiador, Coração Valente, Deus não está morto
Time de futebol Corinthians
Hobby Curtir minha família
Frase ou pensamento “Rio Preto não precisa de politicagem e sim de bons administradores”

 

bolçone_caricatura

Nome Orlando José Bolçone
Idade 67 anos
Nascimento 31/1/1949
Cidade natal Palestina (SP)
Estado civil Casado
Filhos Karina e Paola
Grau de escolaridade Graduado em administração de empresas, economia, história e contabilidade, mestre em economia e doutor em ciências da saúde
Profissão Economista e professor
Cargos políticos e participações em eleições Secretário de Planejamento de Rio Preto durante cinco governos, diretor da CDHU, diretor do Daesp, candidato a prefeito de Rio Preto em 2008: 54.117 votos; candidato a deputado estadual em 2010, com 31.274 votos (primeiro suplente pelo PSB, depois empossado) e deputado estadual reeleito em 2016: 76.909 votos
Principal bandeira Manter Rio Preto entre as cidades mais desenvolvidas do País, econômica, social e ecologicamente
Que mais falta em Rio Preto? Falta tudo o que a tecnologia, a ciência, a inovação e a ética podem acrescentar na atividade e no desenvolvimento urbanos
O que a cidade tem de melhor? Nossa gente
Reeleição Contra
Referência na política Ulysses Guimarães
Religião Católico
Livro A Bíblia, em especial o livro de Eclesiastes
Música Romaria
Cinema Uma Mente Brilhante
Time de futebol Corinthians
Hobby Leitura e convivência com meus netos e minhas filhas
Frase ou pensamento “Seja você mesmo a mudança que deseja ver no mundo” (Mahatma Gandhi)

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso