Diário da Região

19/01/2015 - 16h39min

Brasília

Engrenagem instalada na Petrobras favoreceu esquema, diz líder do DEM

Brasília


Ao rebater a nota da Petrobras que culpou o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa pelos custos da Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, o líder do DEM na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), disse nesta segunda-feira, 19, que, se o ex-administrador tem "culpa no cartório" pelos desvios, a "engrenagem" instalada na companhia favoreceu o esquema de corrupção que teria sido conduzido por ele. "Essa engrenagem não foi desmontada ainda", avaliou Mendonça Filho.

Em comunicado divulgado neste domingo, 18, a empresa responsabilizou Costa pela proposta de antecipação de compras e de mudanças no projeto que elevaram o orçamento da refinaria de US$ 2,4 bilhões, em 2005, para os atuais US$ 18,8 bilhões. O líder do DEM na Câmara dos Deputados defendeu que o Congresso atue em 2015 de forma a dar continuidade às investigações iniciadas em 2014 com a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, que acabou em dezembro sem dar contribuições relevantes às apurações da Operação Lava Jato.

Mendonça Filho é um dos articuladores da criação da nova CPMI. "A comissão é o instrumento adequado para acompanhar e investigar os desdobramentos do esquema de corrupção na Petrobras", concluiu.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso