Diário da Região

05/04/2017 - 00h00min

Falhas

‘Parque Tecnológico não tem infraestrutura’, admite Edinho

Falhas

Mara Sousa O prefeito Edinho Araújo discursa em palco montado no Quinta do Golfe durante encontro do Lide, que colocou frente a frente empresários e prefeitos da região
O prefeito Edinho Araújo discursa em palco montado no Quinta do Golfe durante encontro do Lide, que colocou frente a frente empresários e prefeitos da região

O prefeito Edinho Araújo (PMDB) jogou um balde de água fria na expectativa de empresários que participaram nesta terça-feira, 4, de um encontro com ele e outros três prefeitos de cidades da região promovido pelo grupo Lide Líderes Empresariais, no Quinta do Golfe. Diante das perguntas sobre quando o Parque Tecnológico, o ParTec vai começar a receber as empresas interessados em se instalar no local, que fica na área do antigo IPA, megaobra inaugurada pelo ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB) no apagar das luzes de sua gestão, Edinho diz que não há prazo para o local funcionar efetivamente e que falta obras básicas no parque.

Valdomiro entregou o parque depois de dez anos desde o início da empreitada. Na época, ele afirmou que o local estava pronto para iniciar atividades. Na reunião desta terça, que atraiu cerca de 200 empresários, o cenário apresentado por Edinho foi bem diferente. Segundo ele, até o prédio da sede do ParTec precisa de reparos. “Dá para receber empresas na incubadora, mas nos distritos precisamos de infraestrutura. Investimento da ordem de R$ 20 milhões”, disse o prefeito. Além de Edinho, participaram dos eventos os prefeitos Afonso Macchione (Catanduva), João Dado (Votuporanga) e André Pessuto (Fernandópolis).

Edinho afirmou que o Parque Tecnológico não tem infraestrutura necessária para receber grandes empresas. Ele disse que será preciso ainda nomear conselho deliberativo para gerir o parque, formado por entidades, governo e empresas. Segundo ele, vai ser necessário procurar investimento privado para dar contas das obras que ainda precisam ser feitas do no local. “Não tem nenhuma infraestrutura para receber empresas. São 240 lotes de mil metros. Precisamos de recursos e da forma como está não tem recurso para manter”, respondeu Edinho sobre o parque num questionamento feito pelo presidente do Lide Rio Preto, Marcos Scaldelai. Segundo o prefeito, ele também vai buscar recursos do governos estadual e federal para o empreendimento.

 

Arte - Parque Tecnológico - 05042017 clique na imagem para amplair

Valdomiro

Procurado para falar sobre as declarações de Edinho, o ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB) afirmou que incubadora de empresas e o centra empresarial entregues podeam receber até cem empresas. “Deixei tudo pronto para ele colocar para funcionar”, afirmou. Sobre obras de infraestrutura Valdomiro afirmou que entregou ao menos seis quadras com as obras necessárias. “Investimos R$ 18 milhões no parque. Já tem três empresas instaladas em áreas ao lado. Deixei recurso no orçamento de R$ 7 milhões. Não entendo como pode precisar de R$ 20 milhões. Não acho que seja tudo isso”, disse.

Valdomiro afirmou que ParTec estava com 70% pronto ao ser inaugurado. O deputado Orlando Bolçone (PSB), um dos idealizadores da obra e que dá nome ao parque, disse que cerca de 1/3 terço dos lotes já tinham infraestrutura. “A sede estava pronta, a incubadora e centro empresarial também. Não tinha motivo para deixar de ser entregue”, afirmou ele, ao defender a inauguração em dezembro.

Prefeitos defendem parcerias 

Prefeitos que participaram do encontro com empresários defenderam parcerias com iniciativa privada e citaram a crise econômica do País como uma das dificuldades de início de mandato. Os 200 empresários e empreendedores presentes ao evento movimentam anualmente cerca de R$ 12 bilhões. O prefeito de Votuporanga, João Dado (SD) afirmou que os empresários deveriam “acreditar no País”. “Em tempos de crise podemos crescer. Empresários, façam a hora acontecer.” Dado convidou empresários presentes para conhecer Votuporanga e ver o potencial da cidade para investimentos. O prefeito de Fernandópolis, André Pessuto (DEM), afirmou que parcerias com empresas permitiram construção de unidade de saúde na cidade. 

“Acreditem na nossa região. Por favor gerem emprego”, afirmou Pessuto. Edinho também mencionou a crise econômica do País e defendeu parcerias. Ao fazer o balanço de cem dias, ele disse, por exemplo, que a Prefeitura tapou cerca de 30 mil buracos de janeiro para cá. Afonso Macchione (PSB), de Catanduva, também defendeu as parcerias. “É fundamental a participação dos empresários ajudando o, poder público, principalmente na educação”, defendeu. Os prefeitos assinaram um termo de compromisso com o Lide como forma de ampliar parcerias. “A gente sabe que esta é uma união forte. É o que a população espera”, afirmou Marcos Scaldelai, do Lide, empresa criada pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso