Diário da Região

08/04/2015 - 18h18min

Rio

Fratus supera Cielo e vence o Maria Lenk com 2ª tempo do mundo

Rio

Em duelo de dois fortes candidatos ao título mundial dos 50 metros, deu Bruno Fratus. O atleta do Pinheiros venceu os 50 metros livre do Troféu Maria Lenk, nesta quarta-feira, no Fluminense, superando Cesar Cielo, do Minas Tênis Clube. A marca de Fratus (21s74) o deixa no segundo lugar do ranking mundial, logo à frente de Cielo (21s84). Os dois serão os representantes do Brasil na prova no Mundial de Kazan (Rússia), em agosto. Fratus já havia superado Cielo no Torneio Open, em dezembro do ano passado, quando fez o melhor tempo da carreira: 21s41, contra 21s60 do campeão mundial. Cielo já havia adiantado que não estaria no ápice da forma no Maria Lenk. Os dois brasileiros seguem atrás de Florent Manaudou no ranking mundial, uma vez que o campeão olímpico de Londres fez 21s57 na seletiva francesa para o Kazan. A prova dos 50m livre no Maria Lenk, de forma geral, foi mais fraca do que a do Open. Desta vez, só Fratus e Cielo nadaram abaixo do índice de 22s25 para o Mundial - no Open, haviam sido cinco. Alan Vitória, agora no Minas, ganhou bronze com 22s28, enquanto Matheus Santana (Unisanta) ficou em quarto, com 22s33, logo à frente do companheiro de clube Nicholas Santos (22s47). No feminino, Etiene Medeiros e Graciele Hermann serão as representantes do Brasil em Kazan nos 50m livre. Etiene ganhou o Maria Lenk em 24s78, apenas quatro centésimos mais lenta do que o recorde sul-americano, batido por ela no Open. Já a gaúcha Graciele Hermann, do GNU, ficou em segundo, com 24s95, mas também havia sido mais rápida em dezembro, quando nadou a prova em 24s87. Alessandra Marchioro, agora na Unisanta, tinha expectativa de fazer o índice, mas terminou a 26 centésimos dele, com 25s49. BRANDONN BRILHA - Nos 400m medley, o ouro foi para Thiago Pereira, mas todos os holofotes ficaram com Brandonn Pierry Almeida. O garoto que fez 18 anos no mês passado ficou com a prata, com 4min15s82, e assumiu o quarto lugar do ranking mundial. Atleta do Corinthians, ele já havia obtido índice para Kazan nos 1.500m livre, na terça, batendo o recorde brasileiro da prova. Thiago Pereira, a quem Brandonn sempre foi comparado, também foi muito bem. Com 4min13s94, assumiu o terceiro lugar do ranking mundial, atrás de dois tradicionais rivais: os japoneses Kosuke Hagino (4min12s18) e Dalya Seto (4min13s36). O 'Mister Pan' já está garantido em Toronto em cinco provas: 200m e 400m medley, 100m borboleta, 200m peito e 100m costas. Entre as mulheres, um índice que já era esperado: de Joanna Maranhão, que voltou no fim do ano passado de aposentadoria e readquiriu a velha forma. Com 4min40s57, a nova atleta do Pinheiros se aproximou do recorde brasileiro (4min40s00), dela mesma, que dura desde os Jogos Olímpicos de Atenas. As argentinas Florencia Perotti (GNU) e Virginia Barbach (Minas) completaram o pódio.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.