Diário da Região

18/10/2016 - 20h52min

Florianópolis

Figueirense alega 'erro de direito' em cobrança de lateral para pedir anulação

Florianópolis

Horas depois de pedir a anulação da partida contra o Palmeiras, o Figueirense justificou o pedido que pode causar nova mudança na tabela do Brasileirão. O time catarinense alegou "erro de direito" da arbitragem no lance que gerou o segundo gol do rival paulista, no domingo, para ingressar com o pedido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O "erro de direito" teria acontecido aos 35 minutos do segundo tempo, na cobrança de lateral por parte do atacante Dudu, que deu início à jogada que culminou no gol de Jean - o Palmeiras venceu a partida disputada em Florianópolis pelo placar de 2 a 1 e aumentou a vantagem na liderança do Brasileirão. Para o Figueirense, houve três irregularidades na cobrança: Dudu não estava de frente para o campo no momento do arremesso lateral, ele fez a cobrança em movimento e a bola quicou fora do campo antes de alcançar outro jogador do Palmeiras. Provas de vídeo sustentam os argumentos do time catarinense. "Por entender que a arbitragem errou na aplicação direta da regra, o departamento jurídico afirma que houve erro de direito e que o mesmo alterou o resultado da partida que deu a vitória para o Palmeiras", justificou o Figueirense, em documento protocolado no STJD. O clube pede a aplicação no artigo 259 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: "Deixar de observar as regras da modalidade". "A partida, prova ou equivalente poderá ser anulada se ocorrer, comprovadamente, erro de direito relevante o suficiente para alterar seu resultado", diz um dos trechos do artigo. Trata-se do segundo pedido de anulação recebido pelo STJD em apenas 24 horas. Na segunda-feira, o Fluminense solicitou a anulação da partida contra o Flamengo, disputada na quinta-feira passada. O pedido já causou mudanças na tabela. Com a iniciativa do time tricolor, o STJD declarou suspenso o resultado do Fla-Flu. Nesta terça, a CBF acatou a decisão e retirou do rubro-negro os três pontos conquistados naquela partida, deixando o Palmeiras provisoriamente com sete pontos de vantagem na liderança do Brasileirão. Esta diferença poderá ser reduzida, mesmo que provisoriamente, se o STJD e a CBF tomarem a mesma decisão quanto ao pedido de anulação anunciado pelo Figueirense. Neste caso, o Palmeiras também teria descontados três pontos na tabela, mantendo a diferença de quatro pontos na tabela para o Flamengo.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso