Diário da Região

03/07/2017 - 22h19min

Rio

Em final de jogo emocionante, Fluminense e Chapecoense empatam por 3 a 3 no Rio

Rio

Fluminense e Chapecoense fizeram nesta segunda-feira um jogo com muita emoção e gols no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ), na Baixada Fluminense, no encerramento da 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No final, empate por 3 a 3, mas a vitória poderia ter sido para qualquer um dos times dada a quantidade de chances de gol desperdiçadas, principalmente pelos donos da casa. Na tabela de classificação, a igualdade no placar deixa as duas equipes na mesma situação do início desta rodada. O Fluminense chegou aos 16 pontos e segue perto da zona de classificação à próxima edição da Copa Libertadores - é o sétimo colocado. A Chapecoense, com dois pontos a menos, fica na 15.ª posição, mas perto da zona de rebaixamento. Na busca por melhores colocações no Brasileirão, ambos terão a semana livre para treinamentos e jogarão no próximo domingo pela 12.ª rodada. A Chapecoense entrará em campo primeiro, às 11 horas, contra o Atlético Paranaense, na Arena Condá, em Chapecó (SC). Mais tarde, às 16 horas, o Fluminense está em Salvador para enfrentar o Bahia, na Arena Fonte Nova. Em campo, o Fluminense começou arrasador. Logo no primeiro minuto, após boa jogada pelo meio, o atacante Richarlison apareceu livre na entrada da área e chutou rasteiro na saída do goleiro Jandrei para abrir o placar. Só que a vantagem tricolor durou pouco. Aos 12, o zagueiro tricolor Reginaldo perdeu a bola em uma disputa com Rossi e o atacante da Chapecoense só teve o trabalho de tirar de Júlio César para empatar. Mesmo com o gol sofrido, o Fluminense não se abateu. Foi ao ataque e perdeu algumas boas chances, especialmente em uma cabeçada de Henrique na pequena área. Só que o castigo veio aos 42 minutos. Reinaldo cobrou com força um lateral pela esquerda na área, Andrei Girotto cabeceou para o meio da área e Arthur chegou antes de Júlio César para mandar para a rede. Desta vez o gol mexeu com o Fluminense, que não teve forças e iniciativa no início do segundo tempo para buscar o empate. Só depois dos 20 minutos que as coisas melhoraram. Tanto que, aos 24, Wellington Silva fez boa jogada pela esquerda e cruzou na pequena área. Pedro pulou e conseguiu marcar o gol com o ombro direito. Agora foi a Chapecoense que se desestabilizou em campo. Aos 34 minutos, Rossi fez uma falta desnecessário no meio de campo e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Mas futebol não é uma ciência exata e mesmo com um a menos o time catarinense virou o placar. Dois minutos depois, Reinaldo cruzou da esquerda e Arthur Caike cabeceou, sem marcação na segunda trave, no canto baixo de Júlio Cesar. O goleiro fez a defesa, mas a bola já havia entrado, em lance confirmado pelo auxiliar que fica na linha de fundo. Sem hesitar, o técnico Abel Braga fez logo duas substituições para buscar ao menos o empate. Marcos Junior, uma de suas apostas, correspondeu e fez o gol aos 46 minutos, após chute errado de Wellington Silva e toque de cabeça de Richarlison para o meio da pequena área. Na sequência, mais emoção. O Fluminense perdeu três chances incríveis para virar o placar, mas em todas o goleiro Jandrei foi o herói da Chapecoense. FICHA TÉCNICA FLUMINENSE 3 x 3 CHAPECOENSE FLUMINENSE - Júlio César; Lucas (Lucas Fernandes), Reginaldo, Henrique e Léo (Wellington Silva); Orejuela (Marcos Junior), Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison, Marcos Calazans e Pedro. Técnico: Abel Braga. CHAPECOENSE - Jandrei; Diego Renan (Nathan), Fabrício Bruno, Douglas Grolli e Reinaldo; Andrei Girotto, Lucas Mineiro e Lucas Marques; Rossi, Wellington Paulista (Lourency) e Arthur Caike (Luiz Otávio). Técnico: Vagner Mancini. GOLS - Richarlison, a 1, e Rossi, aos 12, e Arthur Caike, aos 42 minutos do primeiro tempo; Pedro, aos 24, Arthur Caike, aos 36, e Marcos Junior, aos 46 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Marcos Junior, Orejuela e Richarlison (Fluminense); Fabrício Bruno, Diego Renan e Lucas Mineiro (Chapecoense). CARTÃO VERMELHO - Rossi (Chapecoense). ÁRBITRO - Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis. LOCAL - Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ).

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.