Diário da Região

14/09/2017 - 18h18min

Rio

Em depoimento, Sergio Cabral negou compra de votos para o Rio-2016

Rio

Em depoimento prestado a procuradores do Ministério Público Federal (MPF) do Rio de Janeiro e a autoridades francesas, o ex-governador do Rio Sergio Cabral (PMDB) negou ter pedido ao empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, o "Rei Arthur", que repassasse dinheiro a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) a fim de que o Rio fosse escolhido como sede dos Jogos do Rio-2016. A defesa de Cabral classificou a tese de compra de votos como "inverossímil". Cabral está preso no Rio desde novembro do ano passado. Ele responde a 13 processos na 7ª Vara Federal Criminal do Rio e já foi condenado a 14 anos e 2 meses de prisão pela Justiça Federal de Curitiba. O depoimento do ex-governador aconteceu no dia 6, um dia após a Polícia Federal deflagrar a Operação Unfair Play. Na oitiva, Cabral negou qualquer participação na suposta compra de votos, e disse ainda que a acusação de que o Rio foi escolhido como sede dos Jogos de 2016 graças a pagamento de propinas é "um erro histórico" cometido contra a cidade. Em nota, a defesa do ex-governador também refutou as acusações. "A tese do MPF francês é inverossímil porque o Rio de Janeiro se sagrou vencedor com uma diferença de 40 votos com relação à segunda candidata, Madrid. Por essa versão, seria preciso que todos tivessem sido corrompidos, o que é absurdo", sustentou. A operação da PF foi amparada em investigações iniciadas há nove meses que apontam pagamentos de propinas em espécie, por meio da celebração de contratos de prestação de serviços fictícios e também por meio do pagamento de despesas pessoais. Além disso, teriam sido realizadas transferências bancárias no exterior para contas de doleiros. Os pagamentos teriam sido efetuados por "Rei Arthur", dono do Grupo Facility, empresa que chegou a ser o maior prestador de serviços privados do Estado do Rio de Janeiro, com contratos de R$ 3 bilhões na gestão de Sergio Cabral. Ele é considerado foragido. A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Arthur Soares.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Apóss o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Ap�s o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.