Diário da Região

31/08/2017 - 00h00min

DOPING

Três atletas da canoagem são suspensos

DOPING

Em seu segundo dia de funcionamento, em Brasília, o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJDAD) suspendeu nesta quarta-feira três atletas da canoagem. O nome e o sexo deles, contudo, não foram revelados devido ao sigilo do processo. Todos estavam suspensos preventivamente desde a notificação do resultado analítico adverso.

O caso mais grave ocorreu com o atleta suspenso por quatro anos pelo uso do anabolizante estanozonol. Ele foi julgado pela 2ª Câmara, com Luciano Hostins como presidente e Eduardo De Rose e Luiza Parente como auditores.

Essa era a mesma substância encontrada no primeiro julgamento da história do tribunal, feito na última terça-feira, que resultou na punição de um judoca por três anos e meio. O canoísta não confessou o doping, contudo, e sua suspensão foi maior. “Pela primeira vez na história desse tribunal foi aplicada uma punição de quatro anos. Ao contrário do que ocorreu no caso do judô, quando o atleta foi punido por uso de estanozonol com três anos e meio, dessa vez não houve confissão e, por isso, esse atenuante não foi aplicado e ele acabou punido com a pena máxima”, explicou Luciano Hostins, que também é presidente do TJDAD.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso