Diário da Região

24/08/2017 - 13h04min

Spa-Francorchamps

Filho de Schumacher guiará Benetton de 1994 antes de GP belga em homenagem ao pai

Spa-Francorchamps

Mick Schumacher, filho de 18 anos do heptacampeão mundial de Fórmula 1, vai guiar o carro com o qual o seu pai conquistou o sua primeira vitória e o seu primeiro título na categoria em homenagem confirmada para acontecer neste domingo no lendário circuito de Spa-Francorchamps pouco antes da disputa do GP da Bélgica. De acordo com informações do site oficial da F-1 divulgadas nesta quinta-feira, o filho de Michael Schumacher dará voltas de demonstração na pista belga com uma Benetton B194, modelo com o qual faturou o título mundial de 1994. E a homenagem deste domingo também vai marcar os 25 anos do primeiro triunfo do alemão em uma corrida da categoria, obtido justamente no GP da Bélgica, em 30 de agosto de 1992. Naquele ano Schumacher vivia a sua primeira temporada completa pela Benneton após ter estreado na Fórmula 1 em 1991, quando realizou uma prova pela Jordan e outras cinco pela extinta equipe italiana. Naquele 30 de agosto de 1992, então com apenas 23 anos de idade, ele abriu o caminho para conquista do recorde de 91 vitórias na F-1, que culminariam na conquista dos seus sete títulos mundiais, outra marca que nenhum outro piloto obteve na categoria em todos os tempos. Schumacher ganhou dois campeonatos pela Benetton, em 1994 e 1995, e mais cinco pela Ferrari, obtidos de forma consecutiva entre 2000 e 2004 em uma era na qual impôs amplo domínio aos seus concorrentes. E o lendário ex-piloto alemão também é o maior vencedor da história do GP da Bélgica, onde terminou com a primeira posição em seis ocasiões, sendo que foi justamente em uma corrida em Spa-Francorchamps que ele garantiu a conquista de seu sétimo título mundial, há 13 anos. Hoje com 48 anos de idade, Schumacher não é visto em público desde quando sofreu grave acidente no dia 29 de dezembro de 2013 enquanto esquiava nos Alpes franceses. Naquela ocasião, teve graves lesões na cabeça após se chocar com uma pedra em sua queda, entrou em coma e ficou vários meses internado em estado grave, sendo que passou por mais de um hospital, na França e na Suíça, neste período. Ele só foi deixar o último hospital no qual foi internado em setembro de 2014, quando teve alta para continuar a sua longa recuperação em casa. O estado de saúde do ex-piloto, porém, sempre foi mantido em sigilo pela sua família e pelos seus representantes e até hoje é um mistério para o público em geral.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso