Diário da Região

19/05/2017 - 13h00min

Rio

Tite nega negociação para chamar atletas que atuam no País e exalta Rodrigo Caio

Rio

Com novidades e com seis jogadores que atuam em clubes brasileiros, o técnico Tite convocou nesta sexta-feira sua primeira seleção "para testes" desde que assumiu a equipe nacional, há menos de um ano. Dentre as novidades estão o retorno do zagueiro David Luiz, que não era chamado desde a época de Dunga à frente da seleção, o lateral Rafinha, que chegou a ser cogitado para defender a seleção alemã, e o atacante Taison, do Shakhtar Donetsk. Neymar ficou de fora, e Gabriel Jesus retorna após ficar afastado por lesão. De clubes brasileiros, Tite convocou o lateral Fagner e o meia Rodriguinho, do Corinthians, o meio-campista Lucas Lima, do Santos, o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, o atacante Diego Souza, do Sport, e o goleiro Weverton, do Atlético Paranaense. Tite comentou a escolha dos atletas que atuam no País, e que poderão desfalcar seus clubes por até cinco partidas, considerando o tempo de viagem até a Austrália. "Não teve negociação, teve observação. O atleta brasileiro que atua na Europa está resolvendo suas principais ligas, a Champions, e eles estão num momento técnico de enfrentamento de mais alto nível. Aqui há um processo de afirmação das equipes, o início de campeonato sempre oscila um pouco mais", avaliou. O treinador comentou a escolha por Rodrigo Caio, que vem sendo questionado por parte da torcida. "Ele teve (bom desempenho) técnico e de conduta", ponderou. "Fez grande Olimpíada e foi um dos destaques. Jogo contra a Colômbia (em janeiro), se eu colocar três jogadores em destaque, vou colocar o Rodrigo Caio", afirmou Tite. A lista poderia ter mais dois atletas que atuam em clubes do País. "O Diego, do Flamengo, poderia estar aqui, se estivesse trabalhando. O desempenho faz com que ele esteja jogando o suficiente para convocar", comentou Tite, lembrando que o meia rubro-negro está em fase final de recuperação. "Outro exemplo: Dudu e Taison. O momento foi de Taison, que tem dez gols, foi campeão e na Liga Europa deu 10 assistências. Estão concorrendo." Tite destacou também o retorno de Gabriel Jesus, que se lesionou justamente no momento em que começava a se firmar como atacante da seleção. "Gabriel esteve 70 dias fora, está retomando, não tem um lastro muito grande. É importante dar continuidade a este momento. É um atleta jovem, o retorno também no aspecto tático é importante." Sobre a ausência de Neymar, a intenção principal foi dar chance de descanso ao atacante do Barcelona. "Os atletas que atuam na Europa, alguns não tem férias desde 2013, como Neymar e Daniel Alves", lembrou o preparador físico Fábio Mahseredjian. Ele lembrou que Neymar jogou no período de férias a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo (2014), a Copa América (2015) e a Olimpíada do ano passado.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso