Diário da Região

05/04/2017 - 00h00min

RECOPA SUL

Com homenagens, Chape bate o Atlético

RECOPA SUL

Renato Padilha/Estadão Conteúdo Reinaldo (direita) comemora o primeiro gol da Chapecoense
Reinaldo (direita) comemora o primeiro gol da Chapecoense

Em noite marcada por homenagens e pelo “show da gratidão” ao Atlético Nacional, a Chapecoense deixou de lado as gentilezas no gramado e venceu o time colombiano por 2 a 1, nesta terça-feira, na Arena Condá, em Chapecó, no jogo de ida da final da Recopa Sul-Americana. A partida da volta será dia 10 de maio, no estádio Atanásio Girardot, em Medellín, na Colômbia.

O estádio deveria ter recebido o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, em novembro do ano passado. Mas a tragédia aérea com o time catarinense impediu a realização deste jogo e da partida da volta. Mesmo sem a disputa daquele confronto, a Chapecoense ficou com o título, a pedido do Atlético Nacional, como homenagem às vítimas do acidente aéreo que vitimou 71 pessoas.

O jogo só foi disputado na Arena Condá a pedido da equipe colombiana porque as regras da Conmebol impedem a disputa de um jogo decisivo como este em um estádio com capacidade menor de 40 mil torcedores. As homenagens tiveram início horas antes da partida, quando torcedores da Chapecoense fizeram caminhada do centro da cidade até a Arena Condá, que foi alvo de um abraço coletivo.

Dentro do estádio, o clube catarinense deu início ao “show da gratidão”, com discursos de dirigentes das duas equipes. A Chapecoense chegou ao gol em um pênalti, quando a bola desviou na mão de um zagueiro colombiano. Reinaldo bateu no canto direito e fez 1 a 0. O Atlético empatou aos 13 minutos do 2º tempo, com Torres. Aos 28, Reinaldo cobrou escanteio e o zagueiro Luiz Otávio fez 2 a 1.

Chapecoense 2 X 1 Atlético Nacional

Ficha Técnica

Chapecoense

Artur Moraes; Apodi, Douglas Grolli (Luiz Otávio), Nathan e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antonio (Moisés Ribeiro) e João Pedro; Rossi, Túlio de Melo (Wellington Paulista) e Arthur. Técnico: Vágner Mancini.

Atlético Nacional

Armani; Bocanegra, Aguilar, Henríquez, Farid Díaz; Bernal (Mosquera), Diego Arias e Torres; Dayro Moreno (Ramírez), Luis Ruiz e Ibargüen (Arley Rodríguez). Técnico: Reinaldo Rueda.

Gols: Reinaldo (pênalti) aos 23 minutos do 1º tempo. Torres aos 13 e Luiz Otávio aos 28 minutos do 2º tempo. Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai). Renda: R$ 547.330,00. Público: 19.005 pagantes. Local: Arena Condá, em Chapecó, nesta terça-feira à noite.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso