Diário da Região

29/03/2017 - 00h00min

UM NOVO SHOW DA SELEÇÃO

Brasil supera o Paraguai, chega ao recorde de oito vitórias seguidas

UM NOVO SHOW DA SELEÇÃO

Thiago Calil/Estadão Conteúdo Philippe Coutinho (11) é a segunda contratação mais cara da história do futebol
Philippe Coutinho (11) é a segunda contratação mais cara da história do futebol

Neymar e Philippe Coutinho infernizaram a defesa do Paraguai na partida desta quarta-feira à noite pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, em São Paulo. A dupla levantou a torcida no Itaquerão e foi responsável em manter o aproveitamento de 100% de Tite à frente da Seleção. A vitória de 3 a 0 foi a oitava pelas Eliminatórias desde que o treinador assumiu o lugar de Dunga. Quando isso aconteceu, o Brasil estava fora da zona de classificação e muita gente duvidava se chegaria ao Mundial de 2018. Era um Brasil desacreditado. Não é mais.

Tite amplia sua sequência de vitórias seguidas em Eliminatórias para oito jogos, um recorde. Com 33 pontos depois de 14 rodadas, o Brasil já não pode mais ser alcançado pelo sexto colocado, o Equador, que terminou a jornada sul-americana com 20 pontos. Se ganhar os outros 12 em disputa até o fim das Eliminatórias, chegará a 32. A quinta colocação é a posição da repescagem. O Brasil volta a campo em junho, em amistosos na Austrália. Em agosto, encara Equador e Colômbia pelas Eliminatórias.

Em São Paulo, onde o torcedor sempre foi mais crítico ao trabalho da Seleção, a equipe foi recebida com festa e aplausos. Os ‘corintianos’ da Seleção, claro, foram os mais ovacionados, como Fágner, Paulinho e Renato Augusto, além do técnico Tite. Nem o fato de o Brasil demorar para engrenar foi suficiente para a perda de confiança.

O Paraguai, do técnico Arce, adiantou sua marcação e tentou, por vezes, induzir o Brasil ao erro na saída de bola. Também travou as beiradas do campo, impedindo que os laterais brasileiros avançassem com facilidade. A primeira boa chance de gol foi da equipe visitante, com González, em arrancada livre, mas com chute torto.

Aos poucos, a Seleção se ajeitou, com boa participação de Philippe Coutinho, pela direita, e Neymar na esquerda. O melhor jogador do Brasil apanhou bem também, com algumas faltas seguidas. Coutinho foi um dos jogadores mais acionados, com toques rápidos e inteligentes. Num deles, tabelou com Paulinho e bateu de esquerda para fazer 1 a 0.

Mais acelerado, o Brasil avançou para cima do Paraguai no segundo tempo. Aos 5 minutos, Neymar arrancou e só foi parado com falta dentro da área. Ele mesmo cobrou o pênalti e o goleiro Silva defendeu. Aos 18, o atacante pegou a bola no campo brasileiro, deu duas fintas e finalizou para fazer 2 a 0. O árbitro ainda anulou um gol de Neymar, que estava impedido. Com o Paraguai entregue, o Brasil chegou ao terceiro gol. Neymar e Coutinho continuaram aprontando. Participaram, como num grand finale, da jogada do gol de Marcelo, aos 40 minutos.

Brasil 3 X 0 Paraguai

Ficha Técnica

Brasil

Alisson; Fágner, Miranda, Marquinhos (Thiago Silva) e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto e Philippe Coutinho (Willian); Neymar e Roberto Firmino (Diego Souza). Técnico: Tite.

Paraguai

Antony Silva; Valdez, Darío Verón, Paulo da Silva e Alonso; Riveros, Rodrigo Rojas, Pérez e Almirón (Óscar Romero); Domínguez (Angel Romero) e González (Santander). Técnico: Francisco Arce.

Gols: Philippe Coutinho aos 31 minutos do 1º tempo. Neymar aos 18 e Marcelo aos 40 minutos do 2º tempo. Árbitro: Victor Carrillo (Peru). Renda: R$ 12.323.925,00. Público: 44.378 pagantes. Local: Arena Itaquerão, em São Paulo, nesta terça-feira à noite.

 

Sem Messi, Argentina perde da Bolívia

Sem Messi e na altitude de La Paz, a Argentina não foi páreo diante da Bolívia e se complicou nas Eliminatórias Sul-Americanas. Nesta terça-feira, faltou fôlego e qualidade para a seleção do técnico Edgardo Bauza, que caiu por 2 a 0 diante dos bolivianos e deixou a zona de classificação para o Mundial. Os gols foram de Juan Carlos Arce e Marcelo Moreno.

A derrota da Argentina começou a ser desenhada horas antes do apito inicial em La Paz, quando a Fifa suspendeu Messi por quatro jogos por ter insultado o árbitro assistente brasileiro Emerson Carvalho no duelo com o Chile, na quinta-feira passada. A Associação de Futebol da Argentina (AFA) vai recorrer da punição. 

Chile x Venezuela

O Chile contou com um início arrasador para derrotar a Venezuela por 3 a 1 e entrar na zona de classificação. Uma série incrível de chances desperdiçadas no segundo tempo quase custaram caro aos donos da casa, mas a superioridade técnica falou mais alto e a vitória fez a festa da torcida em Santiago. Alexis Sánchez e Paredes (2) marcaram para os chilenos. Assim como Neymar, Sánchez ainda desperdiçou um pênalti. Rondon fez para os venezuelanos.

Equador x Colômbia

Com dois no primeiro tempo, marcados por Jamez Rodríguez e Cuadrado, a Colômbia venceu o Equador por 2 a 0, em Quito, e foi aos 24 pontos nas Eliminatórias. Já os equatorianos estacionaram nos 20 pontos e saíram da zona de classificação para o Mundial.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso