Diário da Região

30/05/2017 - 20h51min

São Paulo

Chapecoense vai apresentar recurso semana que vem para continuar na Libertadores

São Paulo

O departamento jurídico da Chapecoense espera um posicionamento da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para apresentar na próxima semana o recurso contra a punição causadora da eliminação do time na Copa Libertadores. A diretoria tentou o efeito suspensivo, mas como o pedido foi negado, a espera é para que a entidade apresente as razões que embasaram a decisão. "O efeito suspensivo foi negado. Mas não nos apresentaram justificativas. Sem isso não temos como fazer corretamente o recurso. É preciso saber qual foi a fundamentação deles", explicou o diretor jurídico da Chapecoense, Luiz Antônio Palaoro. De acordo com ele, a partir do recebimento das informações, o clube terá uma semana de prazo para recorrer. A expectativa é para que no máximo até a próxima segunda-feira a Chapecoense consiga enviar a contestação. "Vamos esperar as razões dessa decisão, para depois apresentarmos o recurso. Se entregarem até amanhã (quarta), creio que na sexta ou na segunda-feira já podemos acionar novamente a Conmebol", disse Luiz Antônio Palaoro. Apesar da espera, o dirigente disse confiar que o posicionamento virá em breve. A Chapecoense tenta nos tribunais recuperar os três pontos perdidos na vitória por 2 a 1 sobre o Lanús, em Buenos Aires, pela Copa Libertadores. A Conmebol declarou a equipe argentina vencedora por 3 a 0 por considerar que o time catarinense escalou irregularmente o zagueiro Luiz Otávio. Para a entidade, o defensor teria de cumprir três jogos de suspensão por ter sido expulso na rodada anterior contra o Nacional, no Uruguai. O time catarinense alega não ter recebido o e-mail com o aviso de que Luiz Otávio estava suspenso. Já a Conmebol garante ter enviado a mensagem para os endereços eletrônicos do clube. Em entrevista ao canal SporTV na última segunda-feira, o técnico da equipe, Vágner Mancini, contou que a entidade mandou o aviso para o destinatário errado dentro do clube. A pressa da Chapecoense é para o caso ser definido até o dia 14 de junho, data do sorteio dos confrontos das oitavas de final da competição. Se fossem considerados apenas os resultados dentro de campo, a equipe estaria classificada para a próxima fase junto com o Lanús e o Nacional-URU estaria eliminado. Para se defender no caso, a Chapecoense contratou o advogado Mário Bittencourt, responsável pela defesa que garantiu a manutenção do Fluminense no Campeonato Brasileiro da Série A ao fim de 2013.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso