Diário da Região

26/01/2017 - 13h35min

São Paulo

Diretor corintiano vê Pottker praticamente certo: 'Pode chegar antes do Paulista'

São Paulo

O Corinthians pode ter mas um reforço para o ataque nos próximos dias. Não se trata do marfinense Didier Drogba, mas sim William Pottker, da Ponte Preta. O diretor corintiano, Flávio Adauto, revelou nesta quinta-feira que o clube negocia a possibilidade de contar com o jogador ainda neste início de temporada. "Falei que vamos trazer de quatro a cinco jogadores de reforços e já passamos esse número. Temos praticamente tudo acertado com o Pottker, não é segredo para ninguém", confirmou o dirigente, antes da apresentação do zagueiro Pablo, no CT Joaquim Grava, em São Paulo. Em seguida, revelou. "Ele pode vir depois do Paulista ou até existe uma remota possibilidade de se apresentar antes. Estamos conversando", explicou. A Ponte Preta tem negociações bem adiantadas com o Corinthians e, como parte da negociação, levará por empréstimo o atacante Lucca e o zagueiro Yago. Entretanto, a conversa inicial era de que William Pottker fosse para o time corintiano apenas depois do término do Campeonato Paulista. Em relação a Jadson e Drogba, o dirigente contou que o clube fez a proposta e agora aguarda por uma resposta dos jogadores. No caso do atacante da Costa do Marfim, tudo depende de sua vontade. "Ele conversou, teve intérprete e o Drogba conversou com a gente e ficou de dar uma resposta. Ele pediu alguns dias para consultar a família, se inteirar das coisas de uma mudança para o Brasil. Temos que entender que é uma grande mudança. Também estamos na expectativa de uma resposta. O Corinthians deixou as portas abertas e espera as respostas". Quanto a Jadson, a expectativa é que ainda nesta quinta-feira o jogador possa confirma se aceita a oferta corintiana. "Anteontem (terça) cheguei por volta de 11h30 e fui para uma reunião com o Roberto (de Andrade, presidente do Corinthians) no Parque São Jorge. Foi uma reunião com o representante do Jadson, que serviu para discutirmos detalhes. Agora, o Corinthians não tem nada a fazer a não ser esperar a resposta. Temos interesse, o jogador tem interesse em vir e a resposta pode ser hoje, amanhã ou depois. Não marcamos data", resumiu o dirigente, que confirmou a informação de que o clube ofereceu dois anos de contrato, mas deixou em aberto a possibilidade de aceitar fechar por três temporadas. Pelo acordo, o Corinthians pagaria R$ 450 mil de salário para o jogador e mais R$ 3 milhões de luvas diluídas no salário. O jogador pediu, inicialmente, R$ 650 mil de honorário e mais R$ 10 milhões de luvas.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso