Diário da Região

26/01/2017 - 23h34min

Chapecó

Chapecoense empata com Joinville em seu primeiro jogo oficial após acidente

Chapecó

Na primeira partida oficial após o acidente na Colômbia, a Chapecoense ficou no empate sem gols diante do Joinville na noite desta quinta-feira, em plena Arena Condá, na estreia da Copa da Primeira Liga. Assim como aconteceu no amistoso da seleção brasileira, na última quarta, o jogo foi paralisado no minuto 71 para homenagear os 71 passageiros do voo que ia para Medellín, em novembro do ano passado, e perderam a vida na tragédia. Os times catarinenses começam com um ponto no Grupo C, que conta ainda com a dupla mineira, Cruzeiro e Atlético-MG. Eles se enfrentam no dia 1 de fevereiro, às 19h30, no Mineirão. Com o uniforme todo verde, a Chapecoense entrou em campo pela primeira vez em uma partida oficial após o fatídico acidente que culminou com a morte de 71 pessoas, no ano passado, com o avião da LaMia, sendo boa parte jogadores da equipe catarinense. Foram apenas três sobreviventes da delegação - o goleiro Follmann, o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel. Isso, sem contar o jornalista Rafael Henzel. Apesar da partida ficar marcada na história da Chapecoense como um recomeço, o técnico Vagner Mancini poupou muitos jogadores do time considerado titular, pensando na estreia do Campeonato Catarinense, no domingo, diante da Inter de Lages. A Chapecoense sentiu dificuldades nos primeiros minutos. O Joinville marcava a saída de bola e arriscava em jogadas de velocidade. Logo aos seis minutos, Caíque cruzou, Elias espalmou, mas a bola foi nos pés de Alex Ruan, que chutou. Luiz Antônio salvou de cabeça. A Chapecoense foi ganhando confiança e esboçou uma pressão nos minutos finais do primeiro tempo. Zeballos arrancou pelo lado direito e deixou com Luiz Antônio. O ex-volante do Flamengo colocou na cabeça de Túlio de Melo, que mandou rente à trave. No lance seguinte, Osman teve a chance de marcar, mas acabou chegando atrasado e desperdiçou a melhor oportunidade do time da casa nos 45 minutos iniciais. No segundo tempo, o Joinville saiu para o abafa e parou logo de cara em um milagre de Elias. Fabinho Alves avançou pela direita e chutou cruzado, o goleiro cortou, mas a bola sobrou para Alex Ruan, que chutou e viu o arqueiro do rival salvar em cima da linha. O jogo seguiu equilibrado e o árbitro aproveitou o minuto 26 para paralisar o duelo em homenagem às 71 pessoas que faleceram na tragédia. Gritos de "vamos, vamos, Chape" tomaram conta do estádio. Depois de a bola voltar a rolar, a Chapecoense se fechou e segurou o 0 a 0 no seu retorno aos gramados. PRÓXIMOS JOGOS - Na próxima rodada, a Chapecoense enfrenta o Cruzeiro no dia 8 de fevereiro, às 19h30, no Mineirão. No dia seguinte, às 19h15, o Joinville visita o Atlético-MG, no Independência.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso