Diário da Região

09/09/2016 - 00h00min

Economize

Preço do arroz assusta consumidores

Economize

Colaboração: Isabela Menezes 31/8/2016 Ana Lucia Pereira Jaime trocou a marca de arroz para tentar economizar com o produto
Ana Lucia Pereira Jaime trocou a marca de arroz para tentar economizar com o produto

O preço do arroz tem assustado o consumidor rio-pretense. Pesquisa do Diário nesta semana mostra que é possível encontrar o pacote de cinco quilos do alimento por preços que variam de R$ 14,98 a R$ 17,49, dependendo da marca.

Segundo a pesquisa da cesta básica de agosto, realizada pelas Faculdades Dom Pedro 2º, houve alta de 4,69% e, nos últimos 12 meses, de 22,32%.

A aposentada Ana Lucia Pereira Jaime estava habituada a comprar uma marca de arroz, mas, com o reajuste, está optando por outra mais barata. “Já cheguei a encontrar por quase R$ 18”, disse. Atualmente, ela tem ido ao mercado para comprar apenas o necessário, evitando os itens supérfluos.

Nesta edição da pesquisa, pela primeira vez, não foi encontrado nenhum produto em comum entre os 15 supermercados pesquisados.

Clique aqui para ver a pesquisa de preços

 

feirinha 260892016 Clique na imagem para ampliar

Programas de fidelidade

Os programas de fidelidade se multiplicaram no mercado brasileiro e já fazem parte da rotina do consumidor. Hoje são mais de 72 milhões de cadastros nas cinco maiores empresas do setor, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF).

A oportunidade de comprar, ganhar pontos e ser compensada com outros produtos ou serviços é interessante: os consumidores ganham em tempos de aperto econômico e as empresas tentam fidelizar seus clientes. Mas como tudo que se relaciona à consumo, é preciso tomar alguns cuidados para usar bem os programas, não se enrolar financeiramente ou se perder no mar de pontos. Veja algumas dicas elaboradas por Carolina Ruhman Sandler, fundadora do site Finanças Femininas.
 
De olho no regulamento

Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), é extremamente importante que o consumidor leia o contrato de adesão ao ingressar no programa. É importante, por exemplo, entender se é possível usar milhas para passagens de fins de semana e qual é o valor mínimo a ser acumulado para resgatar os benefícios. 

Tipos de programas

Existem, hoje, três categorias de programas de fidelidade. Os programas de coalizão são aqueles que reúnem uma rede de empresas parceiras, como os oferecidos pela Dotz e Multiplus, por exemplo. Os programas individuais são oferecidos pelas próprias empresas e os pontos são trocados por produtos da marca ou de parceiras. Há também sites de cashback, que permitem o resgate de parte do dinheiro, como o Cashola e o Méliuz.

FIDELIDADE_ILUSTRA 09092016 Digite aqui a legenda

Consuma com cuidado

Os programas de fidelidade envolvem uma relação de consumo básica: quanto mais você consome, mais pontos acumula. Por isso, é bom não se empolgar. É preciso ficar atenta para não se complicar com os valores a serem pagos. A taxa de juros do cartão de crédito, por exemplo, com certeza não compensará os pontos acumulados no programa.

Avalie as taxas

É importante avaliar se taxas de administração e, no caso dos programas associados ao uso de cartão de crédito, a anuidade cobrada compensam o benefício oferecido. Cartões de crédito com status superior oferecem melhores condições de trocas de milhas, por exemplo, mas o valor da anuidade também é maior.

Organize-se

O Idec também recomenda concentrar todos os pontos em um único programa para facilitar o controle e focar os esforços.

Tarifa de energia diferenciada

Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta semana o cronograma para a adoção de preços diferentes de energia de acordo com o horário de consumo. Com a tarifa branca, o consumidor poderá pagar mais barato pela energia consumida fora do horário de pico.

A tarifa branca começará a valer a partir de 2018, quando deverá estar disponível para as novas ligações e com unidades que consomem mais de 500 quilowatts-hora (kWh) por mês. Em um prazo de 12 meses, será oferecido para unidades com média anual de consumo superior a 250 kWh por mês e, em até 24 meses, para as demais unidades consumidoras.

Atualmente, existe apenas a tarifa convencional, que tem um valor único cobrado pela energia consumida e é igual em todos os dias, em todas as horas. A tarifa diferenciada não valerá para os grandes consumidores, como as indústrias, nem para quem é incluído na tarifa social de energia elétrica.

Com as novas regras, nos dias úteis, o preço da energia poderá ter dividido em três horários: ponta, intermediário e fora de ponta. As faixas variam de acordo com a distribuidora. O horário de ponta, que terá a energia mais cara, terá duração de três horas, na parte da noite. A taxa intermediária será uma hora antes de uma depois do horário de ponta. 

Dinheiro extra

Com o país atravessando uma crise econômica que não poupa ninguém, um dinheiro extra sempre cai bem. A boa notícia é que a demanda por alguns serviços também costuma crescer com a aproximação do final do ano. E a internet, assim como os aplicativos tecnológicos, está aí para facilitar o processo de conseguir um rendimento extra no fim do mês. Conheça algumas plataformas que podem gerar dinheiro.

Freelancer.com

O Freelancer.com é a maior plataforma de interação entre profissionais autônomos e empregadores do mundo. O site oferece milhares de projetos nas mais diversas áreas e oportunidades de vagas temporárias que podem ser realizadas online ou presencialmente. Além disso, a plataforma conta com aplicativo móvel disponível para Android e iOS.

Beved

Se você conhece bem algum assunto e gostaria de compartilhar com o mundo a sua sabedoria, a plataforma Beved é o lugar para você. Se você tem algo a ensinar, você pode se cadastrar na plataforma e criar um curso online que será oferecido a todos os usuários da plataforma. O preço do curso, cronograma de aulas e conteúdo das aulas são definidos pelo professor. O Beved pode ser acessado na web e logo estará disponível para sistema iOS.

AppCasher

Com o AppCasher você pode descobrir novos aplicativos que atendam às suas necessidades, além de ganhar uma grana extra. Aqui, você só precisa se cadastrar para estar apto a receber pontos por instalação e teste de aplicativos diversos. O saldo total pode ser revertido em créditos da Google Play Store ou em reais para envio à sua conta do PayPal. O app está disponível gratuitamente para download para Android e iOS.

enjoei

Cansou das suas roupas ou tem artigos que não usa mais? Que tal se livrar de tudo isso e ainda ganhar um dinheiro? Com o enjoei, você é capaz de abrir sua “lojinha” e oferecer itens de uma infinidade de categorias para possíveis compradoras. Com esquema de “brechó”, você pode vender facilmente seus produtos, mas sempre com aquela pegada de desapego. O aplicativo do enjoei está disponível para sistemas Android e iOS.

PiniOn 

Para misturar diversão com renda extra, o PiniOn é uma plataforma online e mobile combinada com o crowdsourcing. No site e no app mobile é possível encontrar uma série de missões que remuneram os usuários, de acordo com a complexidade das tarefas. Disponível para Android e iOS.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso