Diário da Região

04/10/2017 - 00h00min

Alimentos mais baratos

Custo da cesta básica registra queda de 25% em 12 meses

Alimentos mais baratos

Rubens Cardia Feijão, que no ano passado figurou como o grande vilão de preços, tem queda acumulada de 81,27% em 12 meses
Feijão, que no ano passado figurou como o grande vilão de preços, tem queda acumulada de 81,27% em 12 meses

Ainda que nem todos os consumidores sintam no bolso, os alimentos básicos em Rio Preto têm ficado mais barato nos últimos meses deste ano. Tanto que, no acumulado do período de 12 meses, até setembro, o custo da cesta básica registra queda de 25,2% na cidade, de acordo com a pesquisa mensal das Faculdades Integradas Dom Pedro 2º. No mês passado, a cesta fechou cotada a R$ 890,98, com queda de 2,73%, a quinta redução consecutiva em 2017.

No período de 12 meses, contados de agosto do ano passado a setembro deste ano, a maior redução de preços foi do feijão carioca, de 81,27%. Para quem no ano passado figurou como o grande vilão da cesta, em 2017, o grão registra quedas sucessivas e fortes mês a mês. Aparece na segunda colocação a banana nanica, com queda acumulada de 66,16% e, em seguida, a batata inglesa, que registrou queda de 65,80%.

Nesta leitura de tempo, dos 15 itens que compões a cesta básica consumida na cidade, apenas três alimentos registraram alta de preços. O tomate aparece com líder, com alta de 15,4%. Em seguida, o café, que registrou aumento de 12,4% em 12 meses e a laranja pera, que teve aumento de 4,3% entre agosto de 2016 e setembro deste ano.

O economista Bruno Sbrogio explica que a dinâmica da redução de preços em Rio Preto tem ocorrido em função da elevada queda da renda, o que enxugou a demanda, embora o nível de oferta tenha se mantido estável. A queda na renda também explica o fato de não ser tão fácil sentir no bolso as reduções consecutivas.

 

Arte - Cesta Básica - 04102017 clique na imagem para ampliar

Além disso, no mesmo período houve abertura de novas redes de supermercado, o que acirrou a concorrência na cidade, proporcionando queda nos preços. “A cesta básica contém itens de base, e não são esses os itens que geralmente mais pesam numa compra mensal. No geral, produtos mais processados e industrializados é que dão o peso maior à conta do supermercado”.

Sobre a difícil percepção no dia a dia dessas quedas constantes nos preços dos alimentos, Sbrogio explica que num período de tempo muito grande – como 12 meses - fica difícil ter plena consciência das mudanças ocorridas, especialmente quando se trata de pequenas economias. “Por isso a orientação é que o consumidor tome cuidado principalmente com os pequenos gastos, que diluídos e dispersos, aparecem no orçamento de uma família como a ponta de um iceberg, escondendo seu potencial e tamanho real”.

Em setembro, outro mês de redução de preços, a maior contribuição veio da laranja pera, com queda de 25,9%. A segunda colocação ficou com a batata inglesa, que registrou índice negativo de 15,3%. Em terceiro aparece a banana nanica, com -12,4%. Apenas três produtos tiveram alta em setembro. Foram eles: tomate (4,87%), Arroz tipo 1 (3,95%) e carne (0,06%). “O futuro problema de safra que se avizinha é com relação ao café, que já tem sua cotação no mercado de futuros em alta, devido à problemas climáticos. No caso do tomate, entramos no período de entressafra, normal que seu preço se eleve devido à sazonalidade e o mesmo se aplica à laranja”.

Variação

A cesta básica registrou variação de 68,8% entre seu custo máximo e mínimo. O menor valor encontrado no mês passado foi R$ 678,21 e o maior, R$ 1.145. Entre as maiores diferenças individuais, o destaque é para a do pão francês, de 150%, com o valor do quilo encontrado a R$ 3,95 e R$ 9,90. Em seguida, o tomate registra variação de 127,8%, já que o quilo foi encontrado por valores entre R$ 2,19 e R$ 4,99.

O salário mínimo ideal para custear e essa e outras despesas básicas de uma família de quatro pessoas, dois adultos e duas crianças, deveria ser de R$ 2.476, segundo o professor Artur Rezzieri Gambera, coordenador da pesquisa das Faculdades Integradas Dom Pedro 2º.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso