Diário da Região

05/08/2017 - 00h00min

MONTADORAS

Exportação de carros cresce 55,3% e favorece produção

MONTADORAS

APPA A venda de veículos brasileiros ao exterior está sendo favorecida por novos acordos automotivos
A venda de veículos brasileiros ao exterior está sendo favorecida por novos acordos automotivos

A indústria automobilística brasileira segue em processo de recuperação ancorado, principalmente, nas exportações, que registraram novo recorde, desta vez para o período de janeiro a julho. As vendas externas aumentaram 55,3% em comparação ao mesmo intervalo de 2016, e puxaram a produção, que cresceu 22,4%, permitindo assim uma melhora, ainda que pequena, no uso da capacidade instalada das empresas e estabilidade no nível de emprego.

De janeiro até agora foram exportados 439,6 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, ultrapassando a melhor marca anterior para o período, que foi em 2005, com 420 mil unidades. Aquele ano também foi o melhor para o setor, com 724,1 mil veículos enviados ao exterior. Os fabricantes acreditam que podem superar esse volume ainda neste ano.

Só em julho as exportações somaram 65,7 mil unidades, 42,5% a mais que em igual mês do ano passado. A produção no mês, de 224,8 mil veículos, foi 17,9% superior a de um ano atrás. No ano, um total de 1,488 milhão de veículos deixou as linhas de montagem, ante 1,215 milhão nos sete meses de 2016.

"Estamos caminhando para o melhor ano em exportações, o que reforça a produção no sentido de diminuir a capacidade ociosa (na casa dos 50%), e tem ajudado bastante na balança comercial do País", disse nesta sexta-feira, 4, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, ao apresentar os dados mensais do setor.

Em valores, as exportações somam quase US$ 8,8 bilhões, 52% acima do valor de 2016.

O mercado interno também está reagindo, mas lentamente, com alta de 3,4% no ano até agora, somando 1,2 milhão de veículos vendidos. No caso das exportações, o grande impulso vem da Argentina, onde a boa fase da economia amplia a demanda por carros. Para lá seguiram 69% das exportações deste ano.

Megale disse que outros países também estão comprando mais do Brasil, como o México - que ficou com 12% do total exportado - e Chile, com 5%. A Colômbia importou 3% do volume e a participação deve aumentar porque o país acaba de assinar acordo comercial com o Brasil.

"No início do ano, 3% dos carros vendidos na Colômbia eram brasileiros e essa participação já está em 5%, mas temos potencial para chegar a 10% ou 15%", afirmou Megale. Segundo ele, além dos países latino-americanos, as fabricantes brasileiras, especialmente de caminhões, exportam para outros países como Rússia e África do Sul, ainda que em pequenos volumes.

O produto nacional está sendo favorecido por novos acordos automotivos. Também está mais competitivo após novas tecnologias introduzidas em razão de investimentos para atender ao programa Inovar-Auto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.