Diário da Região

06/09/2017 - 00h00min

MERCADO FINANCEIRO

Otimismo com governo faz dólar desvalorizar ante Real

MERCADO FINANCEIRO

Johnny Torres No mercado à vista, a moeda norte-americana encerrou o dia com giro de US$ 1,38 bilhão
No mercado à vista, a moeda norte-americana encerrou o dia com giro de US$ 1,38 bilhão

O dólar rompeu o importante patamar dos R$ 3,12 e fechou cotado nesta terça-feira, 5, aos R$ 3,1167 - menor nível em pouco mais de um mês -, o que, segundo especialistas, reflete a melhora da percepção em relação ao cenário político e não apenas ao quadro econômico. O gatilho para isso foi o relato de ontem do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que sinalizou a possibilidade de anulação do acordo de delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista, e de executivos do grupo, devido à omissão de crimes e referências indevidas ao Ministério Público e ao Supremo Tribunal Federal.

Diante disso, o mercado encarou o episódio como um fator de enfraquecimento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer e, consequentemente, um fortalecimento do governo para seguir adiante com a reforma da Previdência. "A queda do dólar foi um importante teste para ver o quanto o câmbio tinha de gordura com a parte política e o quanto tinha de gordura com a parte econômica", pontuou o diretor de câmbio do Banco Paulista, Tarcísio Rodrigues.

Segundo ele, o dólar vinha numa tendência de baixa devido aos indicadores econômicos positivos e hoje mostrou força com o lado político, uma vez que há chance de retomada de confiança de parlamentares no governo. De acordo com o economista-chefe do Banco Fibra, Cristiano Oliveira, "após o anúncio de ontem de Janot, o cenário político começa a ganhar mais força, uma vez que o presidente Michel Temer pode voltar a ter a tração parlamentar que tinha antes e seguir com a reforma da Previdência".

"O dólar pode até buscar um patamar ainda mais baixo se notarmos um avanço das reformas, no entanto, não podemos esquecer o risco no cenário internacional com os desdobramentos da Coreia do Norte", acrescentou o diretor do Banco Paulista. No mercado à vista, o dólar terminou em baixa de 0,68%, aos R$ 3,1167. O giro financeiro somou US$ 1,38 bilhão. Na mínima, a moeda ficou em R$ 3,1126 (-0,81%) e, na máxima, aos R$ 3,1278 (-0,32%). No mercado futuro, o dólar para outubro caiu 0,79%, aos R$ 3,1275. O volume financeiro movimentado somou US$ 15,51 bilhões. Durante o pregão, a divisa oscilou de R$ 3,1225 (-0,95%) a R$ 3,1380 (-0,45%).

Bovespa

O desempenho negativo das bolsas de Nova York e a revelação de um "bunker" do ex-ministro Geddel Vieira Lima com malas de dinheiro interromperam um momento de euforia do mercado de ações nesta terça-feira, 5. Ao final dos negócios, o índice ficou praticamente estável (+0,03%), aos 72.150,87 pontos. Os negócios somaram R$ 11 bilhões.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso