Diário da Região

29/07/2017 - 00h00min

Conta de luz fica vermelha

Consumidor pagará R$ 3,00 a mais para cada 100 kWh consumidos

Conta de luz fica vermelha

Arquivo/EBC A sobretaxa definida ontem pela Aneel passará a vigorar nas contas de energia a partir de agosto
A sobretaxa definida ontem pela Aneel passará a vigorar nas contas de energia a partir de agosto

As contas de luz terão bandeira vermelha no mês de agosto. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira, 28, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com a bandeira vermelha, a tarifa de energia terá cobrança adicional no mês que vem, de R$ 3,00 a cada 100 kWh consumidos.

O sistema de bandeiras é atualizado mensalmente pelo órgão regulador, que avalia o preço da energia, o volume de chuvas e a situação dos reservatórios das hidrelétricas em todo o País para tomar uma decisão.

De acordo com a Aneel, houve necessidade de aumento dos gastos de geração de energia previstos para agosto. O custo da usina termoelétrica mais cara a ser acionada no mês que vem será de R$ 513,51 por megawatt/hora (MWh) - a usina Bahia 1.

O primeiro patamar da bandeira vermelha é acionada quando a energia fica acima de R$ 422,56 por MWh. "Como o sinal para o consumo é vermelho, os consumidores devem intensificar o uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios", afirmou a Aneel.

No mês de julho, vigorou a bandeira amarela, que adiciona R$ 2,00 a cada 100 kWh de consumidos. Em junho, foi acionada a bandeira verde, que não traz custo adicional ao consumidor.

A mudança de bandeira já era esperada por especialistas em energia e por economistas, devido à piora nas condições hidrológicas durante o período seco em todo o País.

Para a consultora sênior da Thymos Energia, Daniela Souza, a quantidade de chuvas que chegam aos reservatórios das hidrelétricas foi menor do que se esperava, principalmente no Sudeste. No fim de agosto, a expectativa é que haja chuvas mais intensas no Sul. A previsão da Thymos é que a bandeira continue vermelha em setembro, mas volte ao nível amarelo em outubro.

A bandeira vermelha deve elevar a inflação em 0,07 ponto porcentual em agosto. Será mais uma contribuição inflacionária em um mês que será fortemente influenciado pelo aumento dos impostos sobre combustíveis, afirmou o economista Leonardo França Costa, da Rosenberg Associados.

Com isso, a expectativa da Rosenberg para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em agosto saiu de 0,52% para 0,59%.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso