Diário da Região

O presidente da Cemig, Bernardo Alvarenga, pediu ao governo e à Justiça para adiar por 15 dias o leilão marcado para a próxima quarta-feira. Nesse prazo, ele pretende concluir as negociações para a própria Cemig fechar um financiamento e pagar a outorga pelas hidrelétricas. "O pedido foi feito ao Supremo Tribunal Federal (STF) e diretamente aos órgãos do governo que cuidam do assunto", disse. "Isso não traz nenhum prejuízo para o governo. De qualquer forma, o dinheiro entrará no caixa do Tesouro no dia 30 de novembro", afirmou, em referência à data de pagamento da outorga, prevista no edital. Alvarenga comemorou a decisão do ministro do STF Dias Toffoli, que derrubou um acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU) que impedia as negociações entre o governo e a empresa. O governo quer licitar, pelo preço mínimo de R$ 11 bilhões, as usinas de Jaguara, São Simão, Miranda e Volta Grande. Ontem, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que o governo espera concorrência no leilão. Na avaliação de Oliveira, a usinas não são mais alvo de qualquer impedimento judicial. "Estamos com uma expectativa positiva. O leilão está desimpedido. Há interesse de vários grupos. O leilão tende a ser bem exitoso", disse o ministro, sem mencionar nomes de interessados. Interessadas Além da própria Cemig, companhias como a Alupar, Engie e State Grid chegaram a analisar as propostas. Oliveira afirmou que o governo tem expectativa de que os lances pelas usinas possam superar a arrecadação prevista. "Gostaríamos que fosse mais", comentou o ministro após participar de uma reunião com ministros do Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo Alvarenga, se não conseguir viabilizar o financiamento, a Cemig não terá do que reclamar ao governo. "O governo se aproveita da situação financeira complicada em que a empresa está para vender as usinas. Foi uma armadilha para prejudicar a Cemig", reclamou. O executivo aproveitou para pedir o apoio da bancada mineira no Congresso. "É preciso defender a Cemig. A Cemig não tem partido. Todos devem se unir em favor da empresa", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.