Diário da Região

15/06/2017 - 00h00min

PERDAS

Indústria da região volta a demitir em maio

PERDAS

Guilherme Baffi/Arquivo Em 12 meses, indicador aponta para perda de 2.450 empregos
Em 12 meses, indicador aponta para perda de 2.450 empregos

O emprego industrial na região de Rio Preto teve o primeiro revés deste ano. Em maio, o nível de emprego industrial fechou o mês negativo em 0,40%, o que representa o fechamento de 350 postos de trabalho, numa área de 102 municípios. Os dados foram divulgados ontem pelo Centro/Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp/Fiesp). O resultado do mês passado vem logo depois do melhor desempenho do ano, em abril, que fechou com índice positivo de 1,21 e representou saldo de 1.050 empregos no setor.

O desempenho negativo no mês de maio foi motivado, principalmente, pelas variações negativas dos setores de produtos alimentícios (-0,87%); confecção de artigos do vestuário e acessórios (-2,08%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-2,11%). A análise comparativa do mês de maio com maio do ano passado mostra um cenário pior, já que naquele mês o índice foi positivo em 0,17%. No ano, o acumulado é de 2,51%, alta de 2.150 empregos. No período de 12 meses, o emprego industrial na região de Rio Preto também acumula índice negativo, resultado de 2016 devastador. O indicador do Ciesp está em 2,71%, o que representa a perda de 2.450 empregos formais.

Estado

O setor manufatureiro paulista demitiu 3 mil funcionários em maio, o equivalente a uma queda de 0,13% em relação ao mês de abril, na série sem ajuste sazonal. Já na série com ajuste, o recuo chega a ser mais expressivo, marcando queda de 0,30%. O arrefecimento das contratações no setor de açúcar e álcool, que estavam aquecidas em abril por conta do período de safra agrícola, foi determinante para o resultado. No acumulado do ano, o nível de emprego na indústria paulista segue positivo, com 19,5 mil vagas, alta de 0,90%, na série sem ajuste sazonal. Na comparação de maio deste ano, com o mesmo mês do ano anterior, o resultado ainda é negativo (-4,07%), com fechamento de 92,5 mil vagas.

Construção perde vagas

A região Noroeste paulista voltou a apresentar dados negativos de emprego no setor da construção civil. Em abril, o saldo entre demissões e contratações foi negativo em 0,13%, ou seja, menos 36 empregos. Os dados são do Sinduscon. Rio Preto, o maior empregador da região, teve mais um mês de perdas. Foram eliminados 136 empregos, o que representa queda de 1,59% em relação a março. O total de trabalhadores com carteira assinada no setor é de 8.396 pessoas. Desde outubro, Rio Preto registra queda, com exceção de março quando as contratações foram superiores às demissões.

No Brasil

O ritmo de queda do emprego na construção arrefeceu em abril, mas continuou negativo. Foram eliminadas 874 vagas no Brasil, queda de 0,04% em relação a março. O estoque de trabalhadores permanece na casa dos 2,47 milhões.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso