Diário da Região

24/02/2017 - 00h00min

Economize

Pesquisa traz preços de 110 produtos

Economize

Isabela Menezes Professora Ariane dos Santos congela vários hortifrútis
Professora Ariane dos Santos congela vários hortifrútis

Apesar de alguns preços em queda dos hortifrútis no atacado, o que acaba refletindo no varejo, os consumidores devem manter o hábito da pesquisa, já que a variação é muito grande. Nesta semana, houve queda de 18% no preço do tomate, na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), em relação à semana passada. A caixa está custando entre R$ 15 e R$ 30, o que não é normal para o período.

Outras quedas relevantes foram da couve flor e abobrinha verde paulista (-15%), berinjela (-14%) e cenoura (-12%).  A professora Ariane dos Santos procura comprar alguns desses produtos nos dias de feirinha e congela o que é possível para ter uma durabilidade maior. “Costumo congelar frutas como morango, caju, melão e até abacate, para fazer suco. Também tenho congelado alguns legumes como mandioca, ervilha”. Na pesquisa desta sexta-feira, veja os preços de 110 produtos em 15 supermercados e sugestões de bebidas para o período do Carnaval.

Clique AQUI para ver a tabela de preços

Clique AQUI para ver a tabela de preços de bebidas

NOTAS:

Variação de preços de passagens

A agência de viagens online ViajaNet realizou um levantamento sobre a variação do preço médio das passagens aéreas para destinos nacionais em 2016 e constatou que os valores variaram 21% ao longo do ano, com valor médio de R$ 562. De acordo com a pesquisa, os preços das passagens aéreas em baixa temporada saíam por cerca de R$ 508. Já nos meses mais procurados, chegavam a R$ 617. O mês com o menor valor foi maio, e o de maior alta foi dezembro. Salvador foi o destino mais procurado em 2016.

Baixa da inadimplência com uso do FGTS

Os recursos que serão liberados no âmbito das contas inativas do FGTS podem contribuir para reduzir a inadimplência da Caixa Econômica Federal à medida que parte dos trabalhadores optem pelo pagamento de dívidas, de acordo com o vice-presidente de Finanças e Controladoria do banco, Arno Meyer. “O uso dos recursos é livre, mas é recomendável que o trabalhador quite dívidas mais caras como crédito rotativo, cheque especial", afirmou ele. 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso