Diário da Região

10/03/2017 - 08h28min

Rio

Intenção de investimentos da indústria sobe 6,9 pontos no 1º trimestre, diz FGV

Rio

O Indicador de Intenção de Investimentos da Indústria subiu 6,9 pontos no primeiro trimestre de 2017 em relação ao trimestre anterior, informou na manhã desta sexta-feira, 10, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador alcançou o patamar de 100,0 pontos, maior nível desde o primeiro trimestre de 2015, quando estava em 100,8 pontos. Após quatro altas consecutivas, o índice alcança a zona de neutralidade entre pessimismo e otimismo. O Indicador de Intenção de Investimentos mede a disseminação do ímpeto de investimento entre as empresas industriais. O objetivo é antecipar tendências econômicas. "A alta do indicador parece estar relacionada, entre outros fatores, à melhora de perspectivas para o crescimento da economia brasileira neste ano. A definição de uma tendência de redução do grau de incerteza em relação à execução destes investimentos é também uma notícia favorável. Apesar disso, ainda existem riscos no cenário de curto e médio prazo, principalmente originados no ambiente político, que podem provocar adiamento de investimentos", avaliou Aloisio Campelo Jr., superintendente de Estatísticas Públicas do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV). No primeiro trimestre de 2017, a proporção de empresas que preveem investir mais nos 12 meses seguintes foi a mesma das que projetam investir menos (19,9%). No trimestre anterior, esses porcentuais tinham sido de 17,8% para quem ia aumentar investimentos e de 24,7% para quem estimava reduzir. Quanto ao grau de certeza em relação à execução do plano de investimentos, a proporção de empresas que se declaram certas sobre os investimentos para os próximos 12 meses foi de 29,2% ante um total de 22,7% de incertas. "A incerteza em relação ao plano de investimento das firmas industriais tende a impactar negativamente a realização de investimentos. Em termos quantitativos, foi estimado que a probabilidade de uma empresa revisar para baixo o volume de investimentos é 19% maior em empresas que estão incertas em relação à execução do plano", ressaltou a nota da FGV. A coleta de dados para a sondagem divulgada nesta sexta ocorreu entre os dias 4 de janeiro e 28 de fevereiro, com informações de 673 empresas.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso