Diário da Região

06/03/2017 - 09h53min

Brasília

Projeção do Focus para Selic no fim de 2017 permanece em 9,25% ao ano

Brasília

A ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) não chegou a promover alterações nas previsões para a Selic na Focus desta segunda-feira, 6. A pesquisa semanal do Banco Central (BC) concluída em 3 de março mostra que a mediana das previsões do mercado financeiro para o patamar do juro básico no fim deste ano seguiu em 9,25% ao ano. Há um mês, estava em 9,50%. O relatório indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permaneceu em 9,00% ao ano pela quinta semana consecutiva. O Copom anunciou no fim de fevereiro corte de 0,75 ponto da Selic, de 13,00% para 12,25% ao ano, como esperado pelo mercado. No entanto, deixou a porta aberta para a intensificação dos cortes nos próximos encontros, o que dependerá "da estimativa da extensão do ciclo" e da "evolução da atividade econômica, dos demais fatores de risco e das projeções e expectativas de inflação". No relatório Focus divulgado nesta manhã, a Selic média de 2017 caiu ligeiramente, de 10,75% para 10,72%. Há um mês, a mediana da taxa média projetada para o ano era de 10,86%. Para 2018, a Selic média seguiu em 9,00% pela segunda semana consecutiva, ante 9,30% de um mês antes. Apesar de o mercado não ter alterado a projeção para o juro no fim do ano, o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo reduziu o patamar para a taxa Selic no fim de 2017, de 9,50% para 9,00%. O Top 5 também alterou a projeção para a Selic no fim de 2018, de 9,25% para 8,75%, ante 9,50% de um mês atrás. Ciclo menor A pesquisa Focus revela, também, que o mercado aposta que o atual ciclo de queda do juro deverá terminar em outubro e não mais em dezembro de 2017. Para os analistas, o juro encerrará o ano no mesmo patamar de 9,25% previsto na semana passada, mas o ciclo será mais curto com cinco cortes à frente e não mais seis - como previsto na semana passada. A abertura dos dados indica que analistas preveem mais dois cortes de 0,75 ponto porcentual em abril e junho. Assim, a taxa cairá para 11,50% em abril e 10,75% em junho. Depois, o BC deve promover três cortes de 0,50 ponto, em julho, setembro e outubro. Dessa forma, a taxa cairá para 10,25%, 9,75% e 9,25%, respectivamente em cada mês. Em dezembro, a taxa seguirá estável em 9,25% ao ano, prevê o mercado. Até a semana passada, os analistas de mercado previam os mesmos passos até setembro e o término do ciclo com duas quedas de 0,25 ponto em outubro e dezembro. Nesta semana, portanto, a expectativa de término do ciclo foi antecipada em uma reunião, mas com a mesma magnitude na redução do juro básico. Este movimento, se confirmado, fará a Selic, atualmente em 12,25% ao ano, terminar 2017 em 9,25% ao ano. Na ata da reunião de fevereiro do Comitê de Política Monetária (Copom), os diretores do BC mencionaram que a hipótese de cortes mais acentuados do juro. Esse movimento, porém, geraria "antecipação do ciclo". "Alguns membros do Comitê ponderaram que essa estimativa de extensão poderá ser revisada também em função do grau de antecipação do ciclo", citou o documento conhecido na semana passada.
Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.