Diário da Região

21/04/2017 - 00h00min

FRANÇA

Homem mata policial a tiros e é morto em Paris

FRANÇA

Kamil Zihnioglu/Associated Press/Estadão Conteúdo A Champs-Elysées foi interditada pela polícia para investigações
A Champs-Elysées foi interditada pela polícia para investigações

Um homem armado matou um policial e feriu um segundo nesta quinta-feira, depois disso foi morto a tiros, informou a polícia de Paris. O episódio ocorreu no distrito de compras da avenida Champs-Elysées, na capital da França. Uma porta-voz policial, Johanna Primevert, disse que um homem atacou os policiais que faziam guarda perto da estação de metrô Franklin Roosevelt, na noite desta quinta-feira, no centro da avenida popular entre os turistas.

O ataque ocorreu três dias antes da primeira rodada das eleições presidenciais da França. A segurança foi reforçada antes da disputa nas urnas, após a polícia prender dois homens na terça-feira que segundo as autoridades tramariam um ataque terrorista. Uma emissora de televisão francesa que realizava um evento com os 11 candidatos interrompeu brevemente a transmissão para informar sobre o incidente.

O presidente da França, François Hollande, convocou uma reunião de emergência após o tiroteio. O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do tiroteio. Em um comunicado emitido pela sua agência de notícias, a Amaq, o grupo disse que o ataque foi provocado por Abu Yusuf al-Beljilki

Pouco antes do Estado Islâmico assumir a responsabilidade, o presidente da França, François Hollande, disse que estava convencido de que as circunstâncias do tiroteio em Paris apontavam para um ato terrorista. O mesmo foi comentado antes pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Sob condição de anonimato, dois policiais afirmaram que o suspeito matou um policial e feriu outros dois. Ele, no entanto, foi morto a tiros após abrir fogo contra uma viatura policial.

O porta-voz do Ministério do Interior francês, Pierre-Henry Brandet, disse que nenhum turista ou pedestre foi ferido durante o ataque na noite desta quinta-feira. Brandet se recusou a dar qualquer detalhe específico sobre o possível histórico criminal do suspeito. Segundo ele, Belkilki estava armado com uma arma de fogo automática, semelhante a uma "arma de guerra".

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso