Diário da Região

19/08/2016 - 00h00min

EM DEPOIMENTO

Nadadores americanos admitem mentira sobre assalto

EM DEPOIMENTO

Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo 18/8/201 Gunnar Bentz (centro) e Jack Conger (direita) afirmaram que a mentira foi articulada por Ryan Lochte
Gunnar Bentz (centro) e Jack Conger (direita) afirmaram que a mentira foi articulada por Ryan Lochte

Em depoimento à Polícia Civil do Rio, nesta quinta-feira, os nadadores americanos Gunnar Bentz e Jack Conger reconheceram ser mentirosa a história de um suposto assalto que teriam sofrido com os colegas Ryan Lochte e James Feigen na madrugada do último domingo. Os dois atletas afirmaram que a mentira foi articulada por Ryan Lochte para preservar o relacionamento “oficial” de um deles.

Segundo Fernando Veloso, chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o taxista que levou para casa duas jovens que estiveram com os nadadores naquela madrugada depôs e confirmou a versão, que havia escutado dentro de seu carro, quando as mulheres conversavam. “Não houve roubo, eles não foram vítimas como relataram”, disse Veloso.

Lochte também foi apontado como o “mais exaltado” dos quatro quando promoveram a depredação do banheiro de um posto de gasolina na Barra da Tijuca. Veloso disse que os nadadores estavam alcoolizados e quebraram espelhos e saboneteiras do local. Quando foram abordados pelos seguranças, que constataram o dano, eles teriam ficado nervosos e tentado ir embora. Foram, então, impedidos pelos agentes, que apontaram uma arma na direção dos atletas, mas sem uso de violência física, segundo o delegado.

Uma testemunha que passava pelo posto também foi ouvida. Ela contou que se ofereceu a traduzir o diálogo e explicou aos nadadores que eles teriam que pagar pelo prejuízo. Os nadadores, então, deixaram R$ 100 e US$ 20 (cerca de R$ 60) para pagar os danos.

Agora a polícia precisa concluir a investigação para responder se os quatro nadadores serão indiciados por dano ao patrimônio e/ou falsa comunicação de crime. As penas são de um a seis meses de detenção ou multa (duas vezes, uma para cada uma dessas infrações). Por enquanto, eles seguem como testemunhas. O terceiro nadador que ainda estaria no Brasil é James Feigen. Para que Ryan Lochte possa depor, nos Estados Unidos, será pedida uma carta rogatória à Justiça, que, se aprovada, será enviada ao FBI.

Liberados

Gunnar Bentz e Jack Conger embarcaram na noite desta quinta-feira rumo aos Estados Unidos, após prestarem depoimento. Os atletas, que na quarta-feira chegaram a ser retirados do avião pela Polícia Federal, tiveram os seus passaportes liberados na noite desta quinta. Eles entraram na sala de embarque por volta das 21h30, por meio de uma porta especial, afastada do embarque internacional comum, e não falaram com a imprensa.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso