Diário da Região

12/07/2017 - 00h00min

FESTA E MORTE

Los Incontados navega entre a celebração e a violência

FESTA E MORTE

Mauricio Esguerra/Divulgação OBRA DE ARTE: O espetáculo Los Incontados tem sessões esgotadas, amanhã e sexta, no ginásio do Sesc.
OBRA DE ARTE: O espetáculo Los Incontados tem sessões esgotadas, amanhã e sexta, no ginásio do Sesc.

Na Colômbia, um acordo de paz firmado em novembro de 2016 com o grupo rebelde esquerdista mais antigo da América do Sul, as Forças Armadas Revolucionárias (Farc), deu fim formal a 52 anos de uma guerra civil que deixou pelo menos 220 mil mortos e quase 7 milhões de deslocados. No entanto, a população colombiana ainda não incorporou a paz como uma possibilidade real. “A função da guerrilha na cultura colombiana é tão arraigada no modo de vida que a população não está preparada internamente para uma realidade fora dela. 

Nascemos na estrutura da guerra. Um processo de paz é muito complexo nesse contexto”, destaca Rolf Abderhalden, diretor do espetáculo Los Incontados - Um Tríptico, do grupo colombiano Mapa Teatro, que se apresenta no Festival Internacional de Teatro (FIT) a partir desta quinta, 13. As consequências e os desdobramentos desse recente passado de guerra civil está no cerne do trabalho do Mapa Teatro, que ao longo de três décadas se consolidou como um dos mais importantes grupos de ‘artes vivas’ da América Latina.

Cultura de guerrilha

Los Incontados é a última parte de uma trilogia sobre a anatomia da violência na Colômbia, cujo segundo espetáculo, Discurso de un Hombre Decente, foi apresentado no festival rio-pretense em 2013. “No Brasil, a primeira peça dessa trilogia (Los Santos Inocentes) foi apresentada somente em São Paulo”, conta o diretor. Toda a trilogia concentra-se nas íntimas relações entre festa e morte na Colômbia. Isso porque os cenários das festas populares do país foram comumente usados pelos agentes do conflito armado para atacar a população civil.

 

cenário da peça Los Incontados - 12072017 O público pode visitar de graça o cenário, que já foi exibido na Bienal de São Paulo, em 2014

“O que é um dispositivo de festa virou um dispositivo de morte nessa cultura de guerrilha. Exploramos nessa trilogia os limites entre a celebração festiva e as formas de violência”, pontua Abderhalden. Assim como o tríptico nas artes plásticas, o cenário de Los Incontados é composto de três caixas cênicas que apresentam os vestígios de um festa para crianças. Cada parte desse tríptico representa as três forças ligadas à esquerda rebelde na Colômbia: o narcotráfico, a guerrilha e o conflito armado.

A estrutura cênica é tão complexa e vigorosa que demanda uma semana para ser montada. Não é à toa que Los Incontados foi pensado como uma instalação, integrando, em 2014, a Bienal de Artes de São Paulo. Montado no ginásio do Sesc Rio Preto, o cenário do espetáculo colombiano poderá até mesmo ser visitado pelo público, a partir desta quinta-feira, 13, das 13h às 18h.

Questionado sobre o papel do teatro e das artes em geral em momentos de crise, seja política, financeira ou social, como os enfrentados por diferentes países latino-americanos na atualidade, o diretor do grupo colombiano destaca o artista como uma testemunha particular da realidade, que traz para seu corpo as complexidades e contradições dos paradoxos sociais.

“A arte ocupa uma função que não pode ser realizada por outras esferas sociais, como a política e a religião. E essa tarefa é a mais difícil, pois o teatro não é um lugar de ideologias ou morais. É um lugar, sobretudo, ético. Damos ao espectador grande responsabilidade”, reflete. “Acho que por isso nossos espetáculos são para a plateia uma experiência, de certa forma, difícil de ser vivida, pois vai no sentido oposto do que é digerido pela televisão e pela cultura de massa”, conclui.

Serviço

  • Los Incontados - Um Tríptico. Mapa Teatro (Colômbia). De amanhã a sábado, às 20h30, no ginásio Sesc Rio Preto. Ingressos esgotados. Visitação ao cenário. De amanhã a sábado, das 13h às 18h. Gratuito

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso