Diário da Região

19/09/2017 - 09h12min

CIRCULAÇÃO

ECO Santo Antônio e Centro Estoril recebem Cérebro de Elefante

CIRCULAÇÃO

Ricardo Boni/Divulgação Espetáculo da Cia. Ir e Vir explora a estética do teatro do absurdo
Espetáculo da Cia. Ir e Vir explora a estética do teatro do absurdo

Mais recente produção da Cia. Ir e Vir, de Rio Preto, o espetáculo Cérebro de Elefante terá duas apresentações neste fim de semana: nesta sexta, 22, às 19h30, ECO – Escola de Competências ‘Deputado Roberto Rollemberg’, no bairro Santo Antônio, e neste sábado, 23, às 11h, no Centro Social do Parque Estoril.

As apresentações fazem parte da contrapartida do edital do Prêmio Nelson Seixas 2017, da Secretaria Municipal de Cultura, e buscam promover a descentralização da produção artística local.

A primeira apresentação de Cérebro de Elefante foi realizada no último domingo, 17, no Complexo Educacional Núcleo da Esperança ‘José Luiz Spotti’, na Vila Azul. A temporada ainda envolve o Centro Cultural Vasco (1 de outubro, às 19h30), a Casa de Cultura Dinorath do Valle (6 de outubro, às 21h) e o CEU das Artes Nova Esperança (21 de outubro, às 19h).

De acordo com a fisiologia dos elefantes, esses paquidermes possuem um cérebro mais denso e com mais lóbulos do que o dos humanos, o que faz com que tenham maior capacidade de guardar informações. Daí a expressão ‘memória de elefante’, utilizada para se referir a pessoas que possuem uma boa memória, que não esquecem das coisas facilmente.

Esse é um dos motes de Cérebro de Elefante, que tem texto e direção de Tiago Mariusso. Inspirado na obra e na estética do dramaturgo Samuel Beckett (1906-1989), o espetáculo recorre à memória de seus personagens para conduzir a plateia por um jogo absurdo, cíclico e repetitivo. Em cena, os atores Harlen Félix, Luciana Gadoti e Vanessa Cornélio dão vida a um triângulo amoroso alimentado por lembranças.

Marido, esposa e amante encontram-se no limbo de suas memórias, buscando nas coisas do passado razões e justificativas para a situação em que estão no presente. Enterrados num lugar inóspito e sem vida, o trio entrega a um vazio sem perspectivas de futuro, como se condenassem sua própria consciência à loucura e à insanidade.

Culpa, rancor, medo e arrependimento são alguns dos sentimentos e sensações que alimentam a encenação, que se constitui em um desafiante exercício de interpretação ao focar-se no texto, nas palavras, buscando retirar de cada uma delas o máximo de intenções e de metáforas.
 
Confira abaixo a programação completa de apresentações da peça Cérebro de Elefante. A entrada é de graça.
 
22 de setembro, às 19h30
ECO – Escola de Competências ‘Deputado Roberto Rollemberg’
Rua Geraldo Barbosa de Oliveira, 2901 - Vila Santo Antônio
 
23 de setembro, às 11h
Centro Social do Parque Estoril
Rua Olavo Guimarães Correa, 815 – Jardim Urano
 
1 de outubro, às 19h30
Centro Cultural Vasco
Rua São João, 1840 – Boa Vista
 
6 de outubro, às 21h
Casa de Cultura Dinorath do Valle
Praça Cacilda Becker, s/nº
 
21 de outubro, às 19h
CEU das Artes Nova Esperança
Rua Robson Augusto Lopes de Diaveiro (Projetada 17) - Parque Nova Esperança

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso