Diário da Região

31/08/2017 - 00h00min

FEMINISTA

Marina Melo canta Soft Apocalipse

FEMINISTA

Sigmar Bueno/Divulgação Cantora paulistana transita por ritmos que vão do rock ao baião e apresenta letras que fazem críticas a questões atuais
Cantora paulistana transita por ritmos que vão do rock ao baião e apresenta letras que fazem críticas a questões atuais

A cantora e compositora paulistana Marina Melo lançou seu primeiro disco, Soft Apocalipse, em junho do ano passado, no Centro Cultural Rio Verde. Com produção do compositor Gabriel Serapicos e com letras inteligentes e bem-humoradas, o disco reúne 13 faixas que abordam temas contemporâneos e íntimos. Laura, por exemplo, trata da violência contra a mulher, com interpretação e arranjo provocadores.

O lançamento de Laura na internet aconteceu às vésperas do Dia Internacional da Mulher. A canção foi inspirada na campanha #meuprimeiroassédio, em que mulheres contam suas histórias de abuso e assédio sexual. O refrão diz: 'Quando você rasga uma, rasga todas nós. Você propaga a tragédia. E ainda me chama de meu bem. Isso não vai ficar assim. Ouviu bem?'.

Filha do crítico gastronômico Josimar Melo e da jornalista Sofia Carvalhosa, Marina, com 27 anos, hoje é uma promessa da música brasileira e mostra nesta quinta-feira, 31, seu trabalho em Rio Preto. O show com repertório baseado em seu disco de estreia será às 21h30, na comedoria do Sesc. A entrada é gratuita. No palco, Marina estará acompanhada pelos músicos Gabriel Serapicos (guitarra e teclado), Pedro Serapicos (baixo) e Matheus Souza (bateria). “Será a minha primeira vez em Rio Preto e estou super ansiosa.”

A canção Laura entra no repertório do show. “O disco Soft Apocalipse contém músicas serenas, íntimas, e também músicas com reflexões sociais bastante ácidas - por isso o nome do disco traz essa ambivalência. Dentre as primeiras canções do repertório, podemos falar de Sol de Sábado, Desditos e Rebouças, e as mais cortantes são Laura e Dinheiro.”

Rebouças narra uma visita a um apartamento que já não existe mais, como forma de matar saudade da avó já falecida. Sol de Sábado é uma canção suave. A música Laura, segundo Marina, é a reunião das vozes de muitas mulheres que passaram por situação de violência. “Sou feminista e busco através da música evidenciar esse tipo de situação tantas vezes silenciada.”

Para criar o disco, Marina conta que ela e o produtor do disco, Gabriel Serapicos, ficaram um ano bolando os arranjos e convidando músicos para tocarem com eles. “Foi um processo muito intenso, ao longo do qual fui entendendo o que eu esperava desse disco. Fiquei muito feliz com o resultado.”

O disco tem participação de Zeca Baleiro na canção chamada Adultos. “Mandei para ele algumas canções minhas em fase de pré-produção e ele ouviu com muito cuidado e, melhor de tudo, gostou delas. Quando estávamos finalizando a faixa Adultos, tivemos a ideia de convidá-lo para cantar. Ele é um artista muito generoso e topou.”

O disco faz uma crítica aguda a questões contemporâneas, mas que também revela a delicadeza de temas íntimos da compositora. Os arranjos transitam por diferentes estilos musicais, que vão do rock ao baião. O disco Soft Apocalipse está disponível em serviços de streaming e no site oficial www.marinamelo.com.br.

Marina, que escreve desde criança e iniciou os estudos de canto e violão na adolescência, conta que se inspira diariamente na cantora e compositora Tulipa Ruiz. Quando descobriu que podia amplificar suas palavras, unindo-as com a música, passou a compor de forma apaixonada. “Tenho a palavra como o centro do meu trabalho e busco potencializá-la através da música, da voz e do corpo.”

Serviço

  • Show Soft Apocalipse de Marina Melo. Quinta-feira, 31, às 21h30, na Comedoria do Sesc. Gratuito. Informações: (17) 3216-9300.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso