Diário da Região

20/09/2016 - 00h00min

Capacitação profissional

Núcleo defende visão da cultura como negócio

Capacitação profissional

Sidnei Costa/Arquivo Daniel Rodrigues, diretor de serviços da Acirp: “Nossa intenção é trabalhar a gestão desses artistas. Queremos trazer a capacitação para o setor”, afirma
Daniel Rodrigues, diretor de serviços da Acirp: “Nossa intenção é trabalhar a gestão desses artistas. Queremos trazer a capacitação para o setor”, afirma

Com o intuito de profissionalizar e tornar a cultura cada vez mais competitiva no mercado rio-pretense, a Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) lança nesta terça-feira, 20, o Núcleo Empreender de Cultura, um projeto nascido da junção entre a diretoria de serviços da entidade e a diretoria do empreender. O encontro tem a intenção de posicionar a produção cultura da cidade como um setor da economia, explica o diretor de serviços da Acirp, Daniel Rodrigues. “Nossa intenção é trabalhar a gestão desses artistas e ajudá-los a trazer a competitividade aos participantes. Vamos fazer uma consultoria, analisando pontos fracos, fortes e as possibilidade na cultura para o nosso mercado.”

O projeto nasceu justamente da percepção da dificuldade de gestão entre os profissionais da área cultural. “No núcleo de cultura, identificamos que havia esse empecilho. Com o Núcleo, queremos trazer a capacitação para o setor, mostrar o potencial econômico enorme que a área criativa possui, encaminhar os objetivos e trazer resultados”, afirma Daniel. O núcleo utiliza a metodologia do Programa Empreender, da Acirp, que propõe a união dos empresários em prol do fortalecimento e de melhorias para diversas categorias.

Com o objetivo cumprido, Daniel espera que mesmo aqueles artistas que tenham um pouco de receio da comercialização de seus projetos vejam as oportunidades que o mercado traz. “Com os resultados, conseguimos criar um agente de mudança cultural”, diz. Para o arquiteto Ricardo Zammarian, participante do núcleo, a visão da arte também como negócio pode contribuir para a expansão dos projetos. “A arte é feita pela paixão, mas chega uma hora que essa paixão encontra empecilhos. O artista que entende que ele pode fazer por paixão e também como negócio consegue avançar. As pessoas precisam entender que o que elas fazem tem um preço e com isso conseguem mostrar melhor para o possível investidor que esse setor consegue ser economicamente viável.”

Segundo ele, com essa mudança de paradigma cria-se um círculo virtuoso. A classe que produz mostra uma postura mais profissional e, com isso, ganha argumentos na hora de buscar por apoio e investimento. A artista plástica Regina Cheida vê no projeto uma ótima oportunidade para aqueles que não possuem a veia comercial possam desenvolvê-la. “Temos que nos lançar como artistas profissionais no sentido comercial e promover a sustentabilidade financeira. É preciso entender como trabalhar seu produto, entender seu público e o que ele gosta no seu trabalho. Com isso identificado, você sabe o apelo e como vendê-lo.”

A participação é aberta a qualquer associado da entidade que seja da área cultural, mas não associados também poderão participar desta primeira reunião. “Vale ressaltar que, mediante interesse em integrar o núcleo, os empresários que não forem filiados à entidade precisarão se associar, já que os Núcleos Empreender são benefícios que a Acirp oferece exclusivamente a seus associados”, explica Daniel. Segundo o diretor do Programa Empreender da Acirp, o empresário Osvaldo Luis do Nascimento, o Empreender é um reflexo direto daquilo que a Acirp tem como base: o associativismo. 

“Por meio do associativismo em núcleos o setor cresce, todos crescem. Ao se unirem, deixando de lado a competição e promovendo a cooperação, as empresas começam a progredir profissionalmente, aproveitando as boas oportunidades que surgem no mercado. Juntas, promovem compras de equipamentos, buscam certificações para seus produtos, trazem palestras e eventos de capacitação, aumentam sua representatividade junto ao Setor Público, dentre outros inúmeros benefícios que, talvez, o empresário sozinho não conseguiria realizar”, comenta. Esse primeiro encontro será realizado nesta terça-feira, 20, às 18h, no salão nobre da Acirp, na sede da entidade. A participação é gratuita e aberta a todos os empresários da área cultural. Mais informações pelo telefone (17) 3214-9430, com Marta.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.