Diário da Região

06/06/2017 - 00h00min

MARIA CASADEVALL

“Vivo muito bem entre o ‘ação’ e o ‘corta’”

MARIA CASADEVALL

Maurício Fidalgo/Divulgação/Estadão Conteúdo No ar em Os Dias Eram Assim e Vade Retro, Maria Casadevall abre o jogo sobre sua vida
No ar em Os Dias Eram Assim e Vade Retro, Maria Casadevall abre o jogo sobre sua vida

Na Globo, as noites de quinta são de Maria Casadevall. A atriz está em Os Dias Eram Assim, como Rimena; e em Vade Retro, interpretando a sensual Lilith. Aos 29 anos, a paulistana faz dobradinha nas séries e se mostra múltipla e madura nos papéis. Relembra que o convite para Os Dias foi inesperado e diz que não separa muito vida profissional e pessoal.

Pergunta - Rimena abriu os caminhos em Os Dias Eram Assim e agora você aparece também em Vade Retro...

Maria Casadevall - São personagens muito diferentes e muito desafiadoras. O convite para Os Dias foi inesperado. Rimena é essa jovem idealista, corajosa, forte, médica recém-formada. Já a Lilith é rica de personalidade, tem a dúvida de ela ser ou não real. Isso permite ao ator sair das amarras, das convenções humanas. Ela aparece em situações inusitadas como em um ritual satânico no ambiente de trabalho (risos)...

Pergunta - Na tradição judaica, a Lilith foi criada antes mesmo de Eva e expulsa do paraíso. Foi também o primeiro ser que não aceitou se submeter a um tipo de soberania masculina. É especial interpretar um personagem que faz essa referência tão significativa?

Maria - Sim. Ela é usada por mulheres engajadas na luta por empoderamento. É muito interessante. Acho que essa questão da mulher é um debate que sempre esteve em pauta. O que está acontecendo hoje é uma adesão ampla da discussão, e que vem invadindo vários meios, inclusive o audiovisual, que é extremamente machista. É importante que esse debate se dê não só em pequenos nichos, como foi nas últimas décadas, mas que ele ganhe espaço na sociedade de maneira geral. Temos que louvar todo e qualquer ato de coragem, principalmente vindo de uma mulher, porque a história é criada por atos de coragem, que vão incentivando outros grupos de mulheres. O antídoto contra o medo é a coragem.

Pergunta - Já deixou de fazer algo por ser mulher?

Maria - Eu experimento o machismo de uma forma cotidiana, naturalizada... E são coisas que hoje, quando me aproximo ainda mais dessa luta, percebo que até eu reproduzia valores machistas sem me dar conta. Essa foi uma sacada para mim. Eu tenho amigas com histórias de arrepiar...

Pergunta - ‘Vade’ fala sobre o bem e o mal, Deus e o diabo. Você segue alguma religião?

Maria - Tenho muita fé e um respeito pelo mistério das coisas, o mistério que rege o universo. E eu tenho essa relação de respeito com todas as mitologias, que são presentes em diferentes religiões. Tenho curiosidade antropológica pela religião.

Pergunta - Crê em Deus?

Maria - Nossa, que pergunta! Não sei se saberia te responder isso assim. Deus como uma figura feita à imagem do ser humano, julgando o que é o bem e o que é o mal, definitivamente eu não acredito. Outra coisa é sobre esse mistério que está presente no mundo. E é preciso sensibilidade para se relacionar com ele.

Pergunta - Que horas se diverte ou descansa?

Maria - Eu vivo muito bem entre o ‘ação’ e o ‘corta’. É um prazer para mim. Não separo o que é trabalho e o que é vida. Tudo é uma construção. Às vezes, passo uma noite dançando, saio para tomar um café com um amigo, bebo um vinho em casa. Quando eu estou no ar, entendo estar na mídia, seguir alguns protocolos, ir aos programas de televisão, faço isso, faço aquilo. Quando não estou, preciso de um recolhimento. Não consigo dar nada se eu não me recolho para me reabastecer.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso