Diário da Região

09/05/2016 - 18h00min

VOTUPORANGA

Grávida de 22 anos com zika dá à luz uma menina saudável

VOTUPORANGA

Atualizada às 21:00h

Um caso positivo de zika foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Votuporanga, na tarde desta segunda-feira, dia 9. O vírus foi encontrado no sangue de uma grávida de 22 anos, que deu à luz uma menina saudável. Mãe e criança estão sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica da cidade. Segundo a coordenadora da Vigilância, Angela Danubia Garcia Franco, a mulher procurou a rede municipal de saúde, na segunda quinzena de abril.

“Ela estava com vermelhidão no corpo. Como desconfiamos que fossem sintomas da zika, foi determinada coleta de amostra de sangue para verificar se ela estava com a doença”, diz a coordenadora. A confirmação do caso foi divulgada pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, após bateria de exames na paciente. No momento da coleta do sangue, a grávida estava na 35ª semana de gestação. Antes da chegada do resultado, a paciente deu à luz uma menina saudável que não apresenta qualquer problema de saúde. 

A Secretaria de Saúde de Votuporanga vai acompanhar o desenvolvimento do bebê para verificar se há risco de a criança apresentar sintomas de microcefalia, uma das consequências da zika. “A criança nasceu sem qualquer sequela da doença. Mesmo assim, de forma preventiva, vamos acompanhar o desenvolvimento dela”, diz Franco. Em Votuporanga, há mais 16 casos suspeitos de zika em investigação, mas os resultados dos exames ainda não foram divulgados pelo Instituto Adolfo Lutz.

Outros casos

Na semana passada, a Prefeitura de Fernandópolis confirmou o segundo caso de zika em gestante em duas semanas. A mulher tem 23 anos e está na 39ª semana de gestação. Segundo a Secretaria de Saúde do município, ela passa bem. Em abril, uma gestante de 19 anos foi diagnosticada com zika. Os dois casos estão sendo cuidados no Centro de Atendimento às Doenças Infectocontagiosas.

A Secretaria de Saúde afirma ainda que a suspeita é que os casos sejam autóctones, ou seja, as duas mulheres podem ter sido contaminadas em Fernandópolis. Por isso, informou que será feita varredura nos bairros para eliminação de focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor. A doença também avança em Rio Preto. A Secretaria de Saúde de Rio Preto confirmou 57 casos da doença, sendo 12 em gestantes e o restante na população em geral. Não foi registrado nenhum óbito por zika e o vírus também não foi responsável por nenhum caso de microcefalia na cidade

 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso