Diário da Região

03/06/2015 - 11h31min

Sozinha em casa

Garota se tranca em banheiro e chama a PM, que prende ladrões

Sozinha em casa

VIDEO DO YOUTUBE
Garota se tranca em banheiro e liga para a polícia, que prende ladrões

"Moço, socorro. Estou sozinha e tem um homem pulando a minha casa". A conversa é tensa e mostra o nervosismo de uma estudante de 15 anos, trancada no banheiro, enquanto dois bandidos invadiam sua casa no Jaguaré, em Rio Preto. A garota conseguiu se esconder e acionou a Polícia Militar pelo telefone 190. Dois homens foram detidos. Ela contou que os homens tocaram a campainha e ao olhar pela janela e notar que tratava-se de desconhecidos, resolveu não abrir a porta. 

Agonia e medo. Essas palavras resumem os momentos em que a garota ficou aguardando a chegada da polícia. A gravação em que ela fazia o pedido de socorro foi divulgada. No audio, é possível notar a preocupação do policial que a atendeu no Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) e as tentativas de acalmá-la. Um carro da Polícia Militar foi enviado ao local. O crime aconteceu por volta das 9h30, de terça-feira, 2. A adolescente escutou os homens mexendo no portão e correu para um banheiro nos fundos da casa, enquanto os ladrões reviravam a casa. 

"O barulho arrebentando o portão me assustou muito, depois ficou quieto. Na hora, eu só pensei em ligar para a polícia, que é quem poderia me ajudar." Quando os policiais chegaram, encontraram o chaveiro Marcelo dos Santos Silva, de 27 anos, e seu comparsa Alex Junio dos Santos Silva, de 29 anos. Os dois, que são irmãos, foram presos em flagrante. Com a dupla, a polícia apreendeu uma chave de fenda, que teria sido utilizada para abrir o portão da casa. Os ladrões já estavam com duas câmeras digitais, um óculos de sol e R$ 46. A vítima reconheceu os objetos.

Os irmãos foram levados à Central de Flagrantes e transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP). Responderão por furto qualificado. Em nota, o CPI-5 informou que os policiais militares são treinados para conduzir ocorrências críticas de forma a acalmar a vítima. "São orientados a transcrever nos registros da ocorrência tudo aquilo que seja de fundamental importância para orientar o policial militar patrulheiro (que está na rua) no atendimento da ocorrência." 

(Colaborou Gabriel Vital)

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso